Tamanho do texto

Na era Mano time foi vaiado nas duas vezes que jogou no Brasil. Nesta quarta, atuará em Belém, onde foi recebido com festa

Mowa Press
Mano Menezes conversa com os prováveis titulares da seleção brasileira em Belém
Jogar em casa não foi tarefa fácil para a seleção de Mano Menezes até agora. Nas únicas duas partidas no Brasil, o técnico e os jogadores sentiram a pressão da torcida e saíram de campo sob vaias. Nesta quarta-feira, às 21h 50, a seleção brasileira tem a chance de apagar essa imagem atuando em Belém contra a Argentina.

De sobra, tentará levantar uma taça. Para isso, precisa vencer o jogo no tempo normal ou na disputa de pênaltis, caso o jogo termine empatado. O primeiro, há duas semanas, em Córdoba, acabou 0 a 0.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A decisão do Superclássico das Américas marcará também um novo teste para o time de Mano, que ainda não venceu nenhuma grande equipe do futebol mundial. Apenas com jogadores que atuam nos dois países, o Brasil tem mais atletas que vem sendo convocados para a seleção principal, casos de Ronaldinho, Neymar e Lucas, do que o rival.

Com o futebol argentino passando por uma crise econômica, o técnico Alejandro Sabella chamou Montillo, Guiñazu e Bolatti, que atuam no Brasil. Principal astro em atividade no país, Riquelme acabou sendo cortado do time.

Neymar terá a companhia de Borges e Ronaldinho Gaúcho no ataque da seleção
AE
Neymar terá a companhia de Borges e Ronaldinho Gaúcho no ataque da seleção

Gaúcho e santistas
Sem Leandro Damião, lesionado, Mano Menezes mudará o ataque da seleção mais uma vez. O santista Borges ganhará uma chance no time ao lado de Neymar e Ronaldinho Gaúcho.

"Minha escolha pelo Borges é porque eu estou trazendo o Borges para esse jogo contra a Argentina só, para os dois outros jogos vamos com o Fred. Então, gostaria de aproveitar essa oportunidade de vê-lo com a camisa da seleção, porque ele está em uma fase muito boa. O Fred vai ter oportunidade de jogar contra a Costa Rica e México lá na frente, então ele não vai perder nada com isso", argumentou Mano, em entrevista coletiva na véspera do jogo.

Lucas, chamado desde o início do ano, deverá ter a sua primeira oportunidade como titular. "A entrada do Lucas é uma possibilidade que eu vinha estudando há muito tempo, vamos armar a equipe diferente taticamente para poder trabalhar a característica que eu acredito que seja a melhor dele. Vamos prender um pouquinho mais um lado, soltar o outro, para haver essa compensação e vamos ver como é que fica para ver no jogo se as coisas funcionam bem", disse o técnico.

FICHA TÉCNICA: BRASIL x ARGENTINA
Local : Estádio Mangueirão – Belém do Pará
Data: 28 de setembro de 2011
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)
Assistentes: Pablo Fandiño (Uruguai), Mauricio Espinosa (Uruguai) e Marcelo Lima (Brasil)

BRASIL: Jefferson; Danilo, Réver, Dedé e Cortês; Ralf, Rômulo e Lucas; Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Borges.  Técnico: Mano Menezes

ARGENTINA: Orion; Cellay, Domínguez, Desábato; Pillud, Augusto Fernández, Canteros, Guiñazú o Montillo, Papa; Mouche e Viatri.  Técnico: Alejandro Sabella

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.