Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Por "falta de agenda", Clube dos 13 adia ida ao Cade

Entidade levará documentos ao órgão federal para tentar barrar acerto de equipes com a Globo

Paulo Passos, iG São Paulo |

O Clube dos 13 adiou a ida ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), em Brasília, que estava prevista para esta quinta-feira. Por falta de horário na agenda das autoridades do órgão do Ministério da Justiça, o encontro foi adiado para a próxima semana.

O C13 espera uma posição do Cade sobre a investida da Rede Globo nos clubes para remarcar a concorrência da venda dos direitos de transmissão de outras mídias do Campeonato Brasileiro. Na última terça-feira, a entidade suspendeu o resultado da licitação para TV fechada, internet e celular .

O contrato assinado com a Rede TV! e um documento onde 15 filiados dão poderes ao Clube dos 13 para negociar em nome deles são os papeis que serão entregues ao órgão Ministério da Justiça. O iG apurou que o C13 aguarda posição do Cade em favor da entidade, que está enfraquecida pela investida da Rede Globo nos clubes. Até agora, a emissora já acertou com nove equipes, incluindo a compra dos direitos sobre a transmissão de TV fechada, pay-per-view, internet e celular, que seriam vendidas na licitação. São eles: Grêmio, Corinthians , Goiás , Coritiba , Santos , Vasco , Cruzeiro , Vitória e Sport .

Segundo o Clube dos 13, a negociação individual executada pela Globo vai contra a determinação do Cade. Em 2010, o órgão do Ministério da Justiça derrubou a clausula de preferência que a empresa tinha para renovar os contratos de transmissão do Brasileiro.

“Nós cumprimos a nossa parte e fizemos uma concorrência transparente. A Globo não está respeitando, pois está negociando com o conhecimento do valor da proposta da Rede TV!”, afirmou Ataíde Gil Guerreiro.

Até agora, o Cade vem tendo uma postura cautelosa sobre o caso. No dia 1º de março, os dirigentes do C13 estiveram reunidos com o órgão, que não anunciou nenhuma medida para barrar a negociação da Globo. “Não podemos fazer análises em teses”, afirmou, na época, Gilvandro Araújo, procurador-geral do Cade.

Leia tudo sobre: CadeClube dos 13GloboRede TV!

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG