Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Por Copa América, CBF diminui participação de Ronaldo na despedida

Ex-jogador estará em campo por apenas cinco minutos contra a Romênia. Ele pode assistir ao jogo em Goiânia

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Goiânia |

O técnico Mano Menezes separou bem a preparação para a Copa América e a despedida de Ronaldo . A participação do ex-atacante em seu jogo final pela seleção brasileira será realmente apenas uma homenagem – ele entrará no final do primeiro tempo no amistoso de 7 de junho, contra a Romênia, no Pacaembu (21h50 - horário de Brasília).

A comissão técnica, que prepara o time para a Copa América de julho, na Argentina, avisou ao jogador que ele atuará somente cinco minutos e só fará um treino com a equipe. Se quiser, participará do trabalho da véspera, segunda-feira (6 de junho), no estádio do confronto. No domingo, o Brasil treina no CT do Corinthians , mas Ronaldo não participará efetivamente – só parte física.

O jogador, apesar de saber suas limitações físicas, queria uma participação maior. O iG apurou que ele pediu, por exemplo, para viajar a Goiânia e ficar com o grupo, participando dos treinos. Mano vetou porque o jogo contra a Holanda, neste sábado (16h10) , será o último teste antes da Copa América – o Brasil estréia na competição dia 3 de julho, em La Plata, contra a Venezuela. A presença de Ronaldo em Goiás, para Mano, desviaria o foco.

Ronaldo pode ir até o Serra Dourada para assistir ao jogo. Foi o que ele disse à direção da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), mas a informação não está confirmada. A presença do jogador na tribuna não incomoda Mano Menezes.

“A participação do Ronaldo com a seleção começa efetivamente na segunda-feira, com uma homenagem no hotel. Se quiser ir ao Pacaembu no último treino, pode”, confirmou Rodrigo Paiva, diretor de comunicação da CBF. Às 13h de segunda-feira, no hotel em Guarulhos (Grande São Paulo) no qual a seleção ficará concentrada, Ricardo Teixeira prestará homenagem ao jogador - o que será feito não foi divulgado. Ele também receberá presentes no intervalo do duelo contra a Romênia.

O jogador admitiu à TV Corinthians que está mal fisicamente e as lesões o perseguem, mesmo com a carreira terminada em fevereiro. Ele começou a trabalhar no CT corintiano há poucos dias, como preparação para os cinco minutos finais da carreira na seleção. Durante o treino da seleção no Pacaembu, segunda-feira, a Duracell, marca de pilhas, fará uma homenagem a Ronaldo no museu do futebol, anexo ao estádio.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG