Para subir time de Campinas precisa vencer nesta sexta e depois torcer por uma combinação de resultados

Depois de acabar com o jejum de vitórias no Brasileiro, o Boa Esporte encara nesta sexta-feira, às 20h30 (de Brasília), a Ponte Preta , no estádio Moisés Lucareli, em Campinas. O time mineiro ainda possui remotas chances de chegar ao G4, enquanto a Ponte ocupa a terceira colocação com 59 pontos, e pode garantir o acesso para elite do futebol brasileiro já nesta rodada, precisando para isso, vencer o Boa e torcer por uma combinação de resultados.

O técnico Nedo Xavier espera que o time boveta não repita os erros apresentados na rodada passada, contra o ASA-AL. Segundo ele, a Ponte Preta tem um time bastante qualificado, e que por isso, qualquer vacilo pode custar caro para as pretensões do Boa de conquistar uma vitória fora de casa.

"Erros de marcação, e dar excesso de espaços para a Ponte, como fizemos contra o ASA-AL, pode ser fatal neste jogo. Eles têm um time muito bom e vão jogar o jogo da vida, já que podem subir para a Série A no final da rodada, mas o Boa não tem nada com isso, e viemos para Campinas para somar mais três pontos, mesmo sabendo das dificuldades que vamos encontrar", declarou.

O comandante da equipe mineira ainda não sabe se poderá contar com o lateral esquerdo Marinho Donizete e com o atacante Jheimy, que deixaram o gramado contra o ASA-AL lesionados. Em compensação, o goleiro Luiz Henrique e o zagueiro Pablo que cumpriram suspensão, estão à disposição para o duelo diante da Macaca.

Na Ponte Preta, Gilson Kleina não poderá contar com o zagueiro Leandro Silva e com o atacante Ricardo Jesus, suspensos por três cartões amarelos. Em contrapartida, Renato Cajá está disponível após cumprir suspensão. Para o lugar de Leandro Silva, Wellington é a primeira opção, já que Wescley segue de fora. A vaga de Ricardo Jesus deverá ser de Bruno Nunes, que substituiu o avante no segundo tempo em Criciúma e teve boa participação.

O jogo é visto como uma decisão na Ponte Preta, isso porque, em caso de vitória, o time pode garantir o acesso para a série A, desde que Bragantino, Vitória e Americana tropecem na rodada. Se pelo menos dois deles empatarem, a comemoração está garantida já neste fim de semana, com duas rodadas de antecedência.

"Temos um bom trabalho de todo um campeonato e a conquista do acesso tem de ser uma consequência dele. Não podemos ficar pensando na tabela nem antecipando nada que ainda não veio. Nosso foco tem que estar exclusivamente no Boa e em uma vitória diante de nossa torcida. A euforia tem que ficar fora do campo. Nós temos é que focar em fazer nossa parte dentro do Majestoso, para conquistarmos os três pontos", disse o técnico Gilson Kleina.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X BOA ESPORTE

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 11 de novembro de 2011, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: José Amilton Pontarolo (PR) e Marcos Rogério da Silva (PR)

PONTE PRETA: Júlio César; Patric, Wellington, Ferrón e João Paulo; Xaves, Josimar (Guilherme), João e Renato Cajá; Ricardinho e Bruno Nunes
Técnico: Gilson Kleina

BOA ESPORTE: Luiz Henrique; Jackson, Pablo, Carciano e Higo (Marinho Donizete); Claudinei, Jean Cléber, Olívio e Carlos Magno; Moisés e Jheimy (Ramon)
Técnico: Nedo Xavier

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.