Ponte consolidou-se no G8, somando agora 24 pontos e pega o Palmeiras na próxima rodada

A Ponte Preta precisou apenas dos 45 minutos iniciais para definir uma boa vitória por 4 a 1 sobre o Paulista na noite deste domingo, no estádio Moisés Lucarelli. Os gols foram de Roger, Guilherme e Gerson, todos no primeiro tempo, e de Rodrigo Pimpão, este no segundo. Richely descontou para os visitantes.

Veja também: Ataque brilha, Palmeiras enfia seis no Botafogo e volta a ser 2º

Com o resultado, a Macaca conseguiu o que o técnico Gilson Kleina tanto queria: consolidou-se no G8, somando agora 24 pontos, na sexta colocação, seis a mais que o Linense, primeiro fora da zona de classificação à próxima fase. O Paulista é o 11º, com 16.

E ainda: Luís Fabiano desencanta e decide para o São Paulo contra a Lusa

Na próxima rodada, a Ponte tem um difícil compromisso, diante do vice-líder e invicto Palmeiras, no estádio do Pacaembu, às 18h30 (de Brasília) do sábado. Antes, porém, encara o Sapucaiense, às 19h30 (de Brasília), em Porto Alegre, pela Copa do Brasil.

Corinthians lidera. Veja a classificação atualizada do Paulista

O Galo da Japi, por sua vez, tenta a recuperação recebendo o XV de Piracicaba no Jayme Cintra, também às 18h30, só que do domingo.

O Jogo
O ritmo imprimido pelos campineiros foi intenso desde os primeiros movimentos. Após duas boas chances com Caio, e um lance duvidoso na área, Enrico entrou na área pela direita aos 32 e rolou para Roger, que bateu colocado, no canto, sem chances para o goleiro.

Três minutos depois, Guilherme, que era dúvida mas acabou indo para o jogo, desceu pela direita e foi derrubado. O juiz da partida, Paulo César de Oliveira, deu vantagem e Roger dominou na frente, esperou a aproximação e tocou novamente para Guilherme, que cortou para o pé esquerdo e chutou firme para marcar.

Roger comemora gol pela Ponte Preta
AE
Roger comemora gol pela Ponte Preta

Ainda antes do intervalo, a Macaca queria mais. E conseguiu. Renato Cajá desceu pelo meio e acertou belo chute. Vágner espalmou e ela bateu na trave. Na sobra, Caio bateu e Vagner voltou a defender. Na sequência, porém, Gerson dominou e chutou por cima do arqueiro caído.

No segundo tempo, os jundiaienses esboçaram uma reação ao marcarem um gol logo aos dez minutos, quando Richely aproveitou rebote de Laro e bateu firme. Mas pararam por aí.

Com mais volume de jogo e opções de jogadas, a Potne não demorou muito para voltar às redes. Aos 19, Rodrigo Pimpão recebeu na área, dominou e bateu bonito para selar o 4 a 1. Ainda antes do apito final, Renato Cajá acertou lindo chute da entrada da área, mas carimbou o travessão.

FICHA TÉCNICA - PONTE PRETA 4 X 1 PAULISTA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 11 de março de 2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Assistentes: Vicente Romano Neto e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Adicionais: Robério Pereira Pires e Regildenia de Holanda Moura
Cartões Amarelos: João Paulo e Rodrigo Pimpão (Ponte); Renan Marques e Richely (Paulista)
Gols: PONTE: Roger, aos 32, Guilherme aos 35, e Gerson aos 47 minutos do primeiro tempo, e Rodrigo Pimpão, aos 19 do segundo PAULISTA: Richely, aos 12 do segundo tempo

PONTE PRETA: Lauro; Guilherme, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Gerson (Rodrigo Pimpão), João Paulo Silva, Enrico, Caio (Xaves) e Renato Cajá; Roger (Leandrão)
Técnico: Gilson Kleina

PAULISTA: Vagner; Junior Alves, Diogo e Diego Ivo (Pereira); Samuel Xavier (Carlão), Bruno Formigoni, Wellington; Barboza e Correia; Richely e Renan Marques (Cassiano)
Técnico: Luiz Carlos Martins

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.