Tamanho do texto

Ricardo Jesus voltou a marcar e ajudar o time de Campinas, que faz boa campanha no Moisés Lucarelli

A Ponte Preta não teve grande dificuldade para manter-se invicta atuando em seus domínios nesta edição da Série B. Em seu terceiro compromisso no Moisés Lucarelli, a equipe de Campinas venceu pela terceira vez. A vítima desta terça-feira foi o Grêmio Barueri , derrotado por 2 a 0.

Com o resultado, obtido graças aos gols marcados por Ricardo Jesus e Douglas (contra), a Ponte pulou para dez pontos. Caso o ABC-RN não vença o Vitória e o Sport não passe pelo Duque de Caxias, ainda nesta terça, a equipe terminará a quinta rodada na primeira colocação.

Futura Press
Lance do jogo entre Ponte Preta e Barueri
O Barueri, por sua vez, continua com quatro pontos e segue em posição perigosa, rondando a zona de rebaixamento para a Série C.

O jogo marcou a estreia do novo uniforme dos campineiros. A camisa continua branca e a faixa preta no peito não sofreu alterações. A grande novidade é que, a partir de agora, o próprio clube vai produzir camisas, calções e meiões.

Na próxima rodada, o Barueri recebe o ASA-AL. O jogo está marcado para sexta-feira, às 21 horas (de Brasília). Já a Ponte visita o Duque de Caxias, no sábado, às 16h20.

O jogo
Diante de 2.898 pagantes, o time da casa partiu ao ataque desde o começo do primeiro tempo e logo foi recompensado. Logo aos seis minutos, Ricardo Jesus recebeu cruzamento e subiu sozinho para balançar as redes pela quinta vez na Segundona.

A abertura do placar desestabilizou o Barueri. A Ponte nem precisou de muito esforço para marcar o segundo, já que o zagueiro Douglas empurrou contra o patrimônio ao tentar afastar cruzamento de Uendel - que saiu machucado aos 27, dando lugar a João Paulo.

Aos 19 minutos, mais uma chance: Ricardo Jesus ajeitou de cabeça e Josimar chegou batendo de voleio, com perigo para o arqueiro Juninho.

Na segunda etapa, o time anfitrião administrou a vantagem e, mesmo assim, chegaram mais perto de anotar o terceiro gol do que de tomar o primeiro. Soares, substituto de Ricardo Jesus, deu trabalho ao goleiro Juninho em duas ocasiões, mas não conseguiu marcar.