Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ponte marca no último minuto, vence o Duque e vira vice-líder

O resultado elevou a equipe alvinegra de Campinas do terceiro para o segundo lugar, agora com 46 pontos

Gazeta |

O Duque de Caxias , que é o lanterna da Série B com apenas 10 pontos e não sabe o que é vencer há oito rodadas, chegou a assustar, mas não conseguiu tirar pontos preciosos da Ponte Preta . Com um gol salvador de Márcio Diogo, aos 48 minutos do segundo tempo, a equipe campineira venceu por 2 a 1, neste sábado, na Fonte Luminosa, em Araraquara (a Macaca cumpre punição e não pode jogar no Moisés Lucarelli).

O resultado elevou a equipe alvinegra do terceiro para o segundo lugar, agora com 46 pontos. A Portuguesa, que lidera a Segundona, também empatou na rodada e está com 50 pontos.

A 26ª jornada da competição será toda realizada na terça-feira, quando a Ponte Preta visita o Vitória e o Duque de Caxias recebe o São Caetano.

O jogo

O técnico Gilson Kleina, que completou 50 jogos à frente da Macaca neste sábado, via sua equipe fazer partida equilibrada com o Duque de Caxias quando precisou trocar o lateral Guilherme, com dores no tornozelo direito, por Gerson, ainda aos 30 minutos da etapa inicial.

Aos 43 minutos, o zagueiro Edu Pina atrapalhou-se em disputa com Ricardo Jesus e colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti que o próprio Ricardo Jesus converteu, chegando à marca de 14 gols no torneio e reforçando o posto de artilheiro isolado.

No intervalo, Abedi ganhou a vaga de Edu Pina no Duque. Do lado pontepretano, Márcio Diogo substituiu Renatinho. Aos 19 minutos, mais uma mudança na equipe visitante: Léo Pimenta entrou no lugar de John. O jogo permanecia morno até que, aos 20 minutos, Ernani cobrou falta e deixou tudo igual.

A intenção de pressionar o rival foi prejudicada pelo desentendimento entre Wellington e Abedi, aos 32 minutos, que rendeu cartão vermelho para os dois e deixou as equipes com dez atletas em campo. Sem criar muito, a Ponte ainda perdeu outro jogador aos 44: Lúcio Flávio, que havia entrado 22 minutos antes no lugar de João Paulo Silva, exagerou na reclamação e também foi excluído da partida.

Mesmo em desvantagem numérica, a Macaca chegou a pressionar nos acréscimos e teve três boas situações. O goleiro Marcelo Carné fez boas intervenções nas tentativas de João Paulo e Ricardo Jesus, mas não conseguiu evitar que Márcio Diogo balançasse as redes após invadir a área pela esquerda, decidindo a partida.

FICHA TÉCNICA - PONTE PRETA 2 x 1 DUQUE DE CAXIAS

Local: Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 24 de setembro de 2011 (Sábado)
Horário: 16h20(de Brasília)
Árbitro: Jefferson Schmidt (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Josué Lamim (SC)
Público: 1.328
Renda: R$ 8.609,00
Cartões Amarelos: João Paulo Silva, Renatinho e Julio César (Ponte Preta); Léo Pimenta e Edu Pina (Duque de Caxias)
Cartões Vermelhos: Wellington e Lúcio Flávio (Ponte Preta); Abedi (Duque de Caxias)

Gols:
PONTE PRETA: Ricardo Jesus, aos 45 minutos do primeiro tempo, e Márcio Diogo, aos 47 do segundo tempo.
DUQUE DE CAXIAS: Ernani, aos 20 minutos do segundo tempo.

PONTE PRETA: Julio César; Guilherme (Gerson), Wellington, Ferrón e João Paulo (Lúcio Flávio); Mancuso, João Paulo Silva, Josimar e Renatinho (Márcio Diogo); Ricardinho (Lúcio Flávio) e Ricardo Jesus
Técnico: Gilson Kleina

DUQUE DE CAXIAS: Marcelo Carné; Paulão e Felipe; Everton Silva, Júlio César, Edu Pina (Abedi), Ernani e Tony; Léo Pimenta (John) (Bruno Costa) e Gilcimar.
Técnico: Paulo Campos
 

Leia tudo sobre: Duque de CaxiasPonte PretaSérie B 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG