Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ponte esbarra em Jailson e não sai do zero contra o Americana

Resultado acabou com as chances de título para a equipe de Campinas, que perdeu a 2ª colocação. Americana cai para sexto

Gazeta |

A Ponte Preta pressionou e até ameaçou o Americana em algumas oportunidades, mas a boa jornada do goleiro Jailson e o nervosismo dos donos da casa fizeram com que o placar do Moisés Lucarelli ficasse inalterado após os 90 minutos de bola rolando. Decepção para os presentes ao duelo, um dos mais esperados da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Confira a classificação da série B do Brasileirão

Com o resultado, a equipe de Campinas chega a 58 pontos conquistados e deixa a briga pelo título, já que não pode mais alcançar a líder Portuguesa . De quebra, a "Macaca" perdue também a segunda colocação do torneio, já que o Náutico derrotou o ASA fora de casa. O Americana fica com 52 pontos, caindo para a sexta posição e saindo do G-4 após oito rodadas.

Leia mais: Náutico vence ASA, assume a vice-liderança e adia título da Lusa

Na próxima rodada, os campineiros viajam até Criciúma para encarar o time da casa, enquanto a Águia do Vale terá mais uma parada dura na briga pelo acesso: confronto direto com o Vitória, no Barradão.

AE
Placar não saiu do zero na partida em Campinas

O Jogo

O primeiro tempo de bola rolando não foi dos mais atrativos para o torcedor que compareceu ao Moisés Lucarelli. Mesmo contando com o apoio maciço da torcida, que lotou as arquibancadas, a Ponte pouco conseguiu produzir em termos ofensivos.

Aparentando medo de se lançar ao ataque e acabar levando um gol, o que complicaria a sua situação, a Ponte só se arriscava nas bolas paradas. Na melhor delas, Caio bateu fechado e Ferron raspou na bola, mas Jaílson fez fácil defesa. O goleiro do Americana, aliás, foi o jogador mais utilizado dos visitantes.

Também sem muita inspiração, a equipe do técnico Roberto Fernandes esperava o time da casa dentro de seu campo de defesa e deixava Fumagalli e Marcinho isolados na frente, correndo atrás da bola e, em todas as jogadas, sendo superados pela zaga ponte-pretana.

Na etapa final, o nervosismo aumentou, com os dois times sabendo que quem balançasse as redes primeiro tinha grandes chances de sair com a vitória. A Ponte ameaçou em cobrança de falta de Caio, que Jailson pulou para espalmar. Pouco antes, Leandro Silva havia acertado a trave.

Depois, João Paulo Silva acertou belo chute de fora da área e o arqueiro espalmou. Na sobra, Renato Cajá cruzou e Bruno Nunes desviou fraco, nas mãos de Jailson. A entrada de Cajá, por sinal, deu mais movimentação ao ataque e um toque de bola mais qualificado, melhorando a produção ofensiva dos anfitriões.

Em lance individual, ele limpou dois adversários e, de direita, acertou o ângulo, exigindo outra boa defesa do goleiro do Americana. O esforço do meio-campista, porém, não foi o bastante para tirar o zero do placar. Ainda antes do fim, Ricardo Jesus teve boa chance dentro da área, mas jogou por cima do gol a oportunidade de vencer.

 

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 0 AMERICANA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 05 de novembro de 2011, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes:
Carlos A. Nogueira Júnior e Rogério Pablos Zanardo (ambos de SP)
Cartões Amarelos:
Leandro Silva, Renato Cajá e Josimar (Ponte); Fumagalli, Gercimar, Alê e Danilo (Americana)

PONTE PRETA: Júlio César; Patric (Guilherme), Leandro Silva, Ferron e João Paulo; João Paulo Silva, Josimar, Caio (Renato Cajá) e Renatinho; Ricardinho (Bruno Nunes) e Ricardo Jesus
Técnico: Gilson Kleina

AMERICANA: Jaílson; Luiz Felipe, Jorge Luiz, Thiago Gomes e Magal; Alê, Léo Silva, Válber (Danilo) e Gercimar; Fumagalli (Jonatas) e Marcinho (Paulinho)
Técnico: Roberto Fernandes

Leia tudo sobre: série b 2011ponte pretaamericana

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG