Tamanho do texto

Equipe paulista não vence há quatro jogos, mas ainda está em boa posição para conseguir o acesso

Antes na segunda colocação, seguindo a Portuguesa de perto, a Ponte Preta bobeou até não poder mais e agora, para seguir no G-4, precisa de uma vitória sobre o ABC-RN, neste sábado, às 17 horas (de Brasília), dentro do estádio Moisés Lucarelli.

O time de Campinas não vence há quatro rodadas, fato que dificultou seu caminho para o acesso. Com 59 pontos, foi ultrapassado pelo Náutico, que só precisa de um empate no sábado para subir, ao passo que a própria Ponte só conseguirá comemorar o acesso na última rodada, no Recife, quando visita justamente o Timbu.

Mais tranquilo em relação às últimas semanas, o ABC-RN atingiu os 50 pontos com a vitória sobre o Grêmio-SP na rodada anterior. O São Caetano, time que encabeça a zona de rebaixamento, tem cinco a menos. Logo, apenas uma vitória sobre a Ponte significa o fim do risco de visitar a Série C em 2012.

Do lado da Ponte Preta, desde a vitória sobre o Paraná na 32ª rodada, foram dois empates contra Americana e Criciúma e duas derrotas, para Portuguesa e Boa Esporte. Diante dos mineiros, na última sexta-feira, foi a mais traumatizante de todas, pois aconteceu dentro do Moisés Lucarelli e com a possibilidade real de deixar o acesso a um ponto de se confirmar.

O técnico Gilson Kleina foi o primeiro a alertar que o time se acomodou e deixou escapar vários pontos importantes depois de ter permanecido durante todas as rodadas da Série B, exceto uma, no G-4.

"A gente vai precisar de uma participação ofensiva maior, não tem jeito. Conversamos bastante com o grupo. São 35 rodadas na zona de classificação e passamos as coisas boas que fizemos. Mas mesmo com esse retrospecto, precisamos coroar o trabalho com essa classificação. O grupo é experiente e essa equipe está predestinada a ter sucesso. Para isso precisamos ser eficientes", disse o técnico, que foi absolvido pelo STJD nesta sexta.

A queda de rendimento da equipe levou o comandante a realizar uma intertemporada na cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo. Além disso, para "sacudir" os jogadores, Kleina promoveu cinco alterações no time durante a semana de preparação.

A primeira delas é tática, já que a formação com três volantes não estava dando resultado. Na intenção de colocar o time para frente, Xaves deixou o time para a entrada do armador Caio, que fará companhia a Renato Cajá no meio.

Ao ataque
Necessidade de postura ofensiva também motivou Kleina a sacar João Paulo do time para a entrada de Uendel. Com os retornos do zagueiro Leandro Silva, do atacante Ricardo Jesus, e também contando com a ausência de Lúcio Flávio, suspenso, outras alterações foram feitas.

Na zaga, Wellington é sacado, e no ataque, Bruno Nunes pode sair do time. "Pode" pelo fato de que Ricardinho e Renatinho ainda se recuperam de desconfortos musculares e são dúvidas. Apenas no caso de os dois não poderem entrar em campo, Nunes disputa vaga com Tiago Luís.

Aliviado pela proximidade da salvação, o ABC viajou para Campinas na tarde desta sexta-feira, mas já não está tão focado na disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. O pensamento, por mais insistam em negar, está em 2012, tanto que a diretoria já renovou o contrato de Leandro Campos e avisou alguns jogadores a respeito do seu não aproveitamento para a próxima temporada.

O próprio Campos pediu um time concentrado e rechaçou acomodação nas últimas rodadas: "Não entendo que o time vá se desmotivar. Precisamos manter a pegada da vitória contra o Barueri, quando o time foi bem e encaminhou essa permanência na Série B. Pés no chão, não podemos ficar pensando em 2012 se ainda tem risco de cair".

Sem poder contar com o goleiro Camilo, o lateral Renatinho Potiguar, o volante Marcus Vinícius e os atacantes Éderson e Geílson, todos entregues ao departamento médico, o comandante do Mais Querido estuda mandar a campo uma formação mais cautelosa, com três volantes de marcação.

O lateral Pio e o volante Bileu, que cumpriram suspensão na última rodada, retornam ao time e reassumem a condição de titulares.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA x ABC-RN

Local : Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data : 19 de novembro de 2011 (sábado)
Horário : 17 horas (de Brasília)
Árbitro : Antônio F. de Carvalho Schneider (RJ)
Assistentes : Ediney Guerreiro Mascarenhas e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)

PONTE PRETA : Júlio César; Guilherme, Leandro Silva, Ferrón e Uendel; Josimar, João Paulo Silva, Caio e Renato Cajá; Renatinho (Ricardinho ou Bruno Nunes) e Ricardo Jesus
Técnico : Gilson Kleina

ABC : Welligton; Pio, Tiago Garça, Irineu e Renatinho Carioca; Bileu, Ricardo Oliveira, Jerson e Cascata; Lins e Leandrão
Técnico : Leandro Campos