Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ponte culpa desatenção, mas se diz orgulhosa pela campanha

Equipe de Campinas sofreu sua primeira derrota para um grande neste sábado, para o Santos, e está eliminada

Gazeta |

AE
Renatinho domina de cabeça, observado por Durval, durante o jogo na Vila
A Ponte Preta teve a sua primeira derrota para um grande no Campeonato Paulista justamente no jogo em que não poderia. Logo após o revés por 1 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, os visitantes colocaram o mau início do time campineiro na partida desta tarde como fator determinante para a eliminação.

"Foi um erro nosso que propiciou o gol deles no primeiro tempo. No segundo tempo voltamos bem e merecíamos o empate, mas não deu", disse o técnico Gilson Kleina.

Outro a valorizar a raça e a vontade do elenco foi o zagueiro Ferron. "Infelizmente, levamos o gol ainda no começo da partida, daí não conseguimos retomar o que vínhamos fazendo. Mas o importante é que tentamos e buscamos. A derrota faz parte do futebol", comentou.

Um dos mais tristes na saída do gramado, o volante Gil também lamentou o começo ruim da equipe. Para ele, se a Ponte entrasse ligada desde o início, conseguiria a classificação. "Se a gente entra no primeiro tempo com aquela vontade que tivemos no campeonato inteiro, com todo o respeito ao Santos, a classificação era nossa. Provamos neste segundo tempo que era possivel. Não jogamos metade daquilo que apresentamos no campeonato. Ficamos tristes, mas isso é o futebol. Um time tem que sair vencedor."

Leia tudo sobre: Ponte PretaSantosCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG