Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ponte assina pré-contrato para vender Moisés Lucarelli

Acordo deve ser oficializado apenas quando estiverem concluídos os projetos da nova Arena Ponte Preta e do novo Centro de Treinamento

Agência Estado |

O presidente da Ponte Preta, Sérgio Carnielli, convocou uma entrevista coletiva nesta quinta-feira para falar do departamento de futebol. No entanto, o assunto mais comentado foi um pré-contrato sobre a venda do Estádio Moisés Lucarelli, o Majestoso.

O dirigente alvinegro disse que existe apenas uma carta de intenção assinado pelo clube campineiro e a construtora Gafisa. Mas o acordo deve ser oficializado apenas quando estiverem concluídos os projetos da nova Arena Ponte Preta e do novo Centro de Treinamento.

"Assinamos um contrato com a Gafisa, mas este somente é de intenção. O negócio será feito quando tivermos o projeto da Arena Ponte Preta e do novo Centro de treinamento concluídos. A Ponte está satisfeita com o que vai receber e a Gafisa com o que vai pagar", afirmou Carnielli, sem revelar valores da negociação.

A venda do Majestoso seria em torno de R$ 50 milhões e a nova Arena, para 30 mil torcedores, custaria perto de R$ 150 milhões. Os recursos viriam, em parte, da participação da Red Bull, que usaria o local por 10 anos, e de um financiamento do BNDES. O novo estádio será construído no Poliesportivo do Jardim Eulina, que se localiza às margens da Rodovia Anhanguera, e o novo CT na cidade de Sumaré, vizinha de Campinas.

O presidente também apresentou a mudança no departamento de futebol. Agora, Márcio Della Volpe e Miguel Ciurciu são os novos gestores do futebol do clube. Na quarta-feira já tinha sido apresentado o técnico Gilson Kleina, ex-Duque de Caxias, para a próxima temporada.

Leia tudo sobre: campeonato paulistaponte pretasérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG