Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ponte aproveita desfalques da Portuguesa, vence e ensaia embalo

Em pleno Canindé, Ponte Preta venceu Portuguesa por 3 a 1 e chegou a sua segunda vitória consecutiva

Gazeta |

A Ponte Preta aproveitou-se dos problemas da Portuguesa e surpreendeu a equipe rubro-verde em pleno Canindé nesta quarta-feira. Em um primeiro tempo eletrizante, a Ponte construiu uma importante vitória por 3 a 1, sua segunda consecutiva no Campeonato Paulista.

O time campineiro começou a competição com duas derrotas consecutivas, mas bateu o São Paulo no final de semana e agora confirmou a reação diante da Lusa, chegando aos seis pontos, mesmo número do clube da capital, que vinha de dois triunfos em sequência.


O jogo
A Portuguesa entrou em campo sem quatro de seus principais atletas: os contundidos Dodô e Marco Antonio e os afastados Fabrício e Heverton. Os dois últimos foram inclusive multados pela diretoria do clube por supostamente estarem forçando suas saídas do Canindé.

Mesmo assim, a partida começou equilibrada. A mudança aconteceu, curiosamente, quando a Ponte perdeu um jogador por contusão: o atacante Marcio Diogo, que deu seu lugar ao ex-santista Tiago Luís. Autor do gol da vitória sobre o Tricolor Paulista, o meia desequilibrou.

Aos 12 minutos, ele rolou para Ricardo Jesus, que protegeu e ajeitou para o meia Renatinho bater de fora da área e abrir o placar. Logo na sequência, Ivo aproveitou saída errada do goleiro Bruno, tentou o drible e se jogou pedindo pênalti que o árbitro ignorou.

Se escapou do mico na primeira falha, o arqueiro da Macaca virou o centro das atenções aos 18 minutos, quando o volante Guilherme arriscou sem muito veneno da entrada da área e viu a bola passar por entre as pernas do goleiro antes de balançar as redes e decretar o empate.

Mas Tiago Luís estava inspirado. Aos 20, ele deu lindo passa para Ricardo Jesus acertar o travessão. Aos 24, avançou pela esquerda e bateu forte para defesa parcial de Weverton. No rebote, Ricardo Jesus mostrou oportunismo e fez 2 a 1.

No segundo tempo, Sérgio Guedes tentou consertar com a entrada de Domingos na vaga de Ademir Sopa para acompanhar o apoiador de perto. A princípio, a Ponte teve mais dificuldades para criar, mas a Lusa também não chegava com muito perigo e o jogo ficou morno.

Nos 15 minutos finais, os visitantes voltaram a crescer e tiveram novos momentos de superioridade. Na melhor chance de marcar o terceiro gol, o lateral esquerdo João Paulo arriscou de fora e acertou o travessão. Quando chegaram, os mandantes viram a redenção do goleiro Bruno, que fez boas defesas na segunda etapa e foi aplaudido pela torcida.

Para completar a festa visitante, Gerson ainda encontrou tempo para receber na área, driblar o goleiro e marcar o terceiro, dando números finais ao jogo, que terminou com a ira dos lusitanos nas arquibancadas.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG