Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Polícia investiga John Terry por acusação de racismo

Jogador do Chelsea é suspeito de ter ofendido o zagueiro Anton Ferdnand, do Queen Park Rangers

AE |

selo

AP
Zagueiro John Terry é acusado de ter insultado jogador do Queens Park Rangers
Policiais ingleses estão investigando acusações de que o zagueiro John Terry, capitão do Chelsea, cometeu um ato racista contra o também zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, durante uma partida do Campeonato Inglês, disputada no último fim de semana. A polícia metropolitana disse nesta terça-feira que foi "notificada de um incidente envolvendo suposto abuso racial" após uma queixa apresentada depois da partida de domingo, disputada entre os clubes do oeste de Londres no Loftus Road. "Isso está sendo avaliado", disse a polícia em um comunicado.

Capitão da Inglaterra, Terry negou com veemência a afirmação de que ele dirigiu um insulto racial a Ferdinand durante a derrota do Chelsea por 1 a 0, em um jogo tenso, que teve duas expulsões e nove cartões amarelos. 

Alguns vídeos publicados na internet após o jogo tentam mostrar Terry fazendo um comentário racista em direção a Ferdinand, um zagueiro negro. "As pessoas tiram conclusões erradas sobre o contexto do que me viram dizer", disse Terry. "Pensei que Anton estava me acusando de usar um insulto racista contra ele. Eu respondi de forma agressiva, dizendo que eu nunca usei esse termo".

Terry disse que Ferdinand não o acusou de racismo e acrescentou em uma entrevista publicada nesta terça-feira no jornal Daily Mail que o assunto está "acabado". "Eu vou fazer o que for preciso para limpar meu nome e eu não tenho nada a esconder", afirmou o jogador do Chelsea. "Eu falei com Anton por dez minutos no vestiário após o jogo e não há nenhum problema entre nós".

Leia tudo sobre: inglaterrafutebol mundialterryracismochelsea

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG