Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Polícia descarta outra causa que não suicídio na morte de jogador

Roger de Souza, que estava emprestado ao Botafogo-SP, foi encontrado morto em motel na segunda-feira

Marcel Rizzo e Paulo Passos, iG São Paulo |

A Polícia Civil descarta qualquer outra causa para a morte do atacante Roger de Souza que não o suicídio. O jogador foi encontrado morto na manhã de segunda-feira, em um motel, na cidade de Guarulhos. Segundo o delegado da 7ª Delegacia de Polícia de Guarulhos, Sidney Muniz dos Santos, tudo leva a crer que ele se matou.

“Todos os indícios nós levam a crer isso. Ele não foi auxiliado por ninguém. Saiu da festa onde estava com amigos, foi para o motel sozinho e cometeu o suicídio”, afirmou ao iG o delegado. “Agora, iremos aguardar o resultado da perícia”, completou.

O jogador de 21 anos tinha contrato com o Coritiba, mas estava emprestado ao Botafogo-SP. No último sábado, ele participou normalmente do treinamento da equipe, em Ribeirão Preto, mas como não foi relacionado para a partida de domingo contra o Ituano, em Itu (derrota por 3 a 1), ganhou folga da comissão técnica.

Na noite de domingo, Roger foi a uma festa em Francisco Morato (na Grande São Paulo). O iG apurou que o atacante deixou o local, sem avisar os amigos que estavam com ele, com o carro de um companheiro de clube. Os amigos chegaram a fazer um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento de Roger e furto do veículo.

Com o carro do colega, ele foi sozinho a um motel em Guarulhos. O jogador chegou a pedir uma refeição antes de ir ao quarto, onde ligou para um dos amigos que estavam na festa para avisar que seria a última vez que eles se falariam.

Após a ligação, Roger teria se enforcado com um lençol. Segundo a polícia civil não foram encontrados vestígios de drogas nem medicamentos. Mesmo assim, um exame toxicológico foi feito e o resultado será conhecido em um mês.

“Não acreditamos que ele tenho usado qualquer tipo de entorpecente, pelo que ouvimos dos amigos dele e da família”, afirmou o delegado Sidney Muniz dos Santos.
 

Leia tudo sobre: CoritibaCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG