Tamanho do texto

Presidente da Uefa lembrou que atletas já tiveram que enfrentar calor extremo na Copa de 1994, nos Estados Unidos

O francês Michel Platini, presidente da Uefa, disse que não se opõe em princípio à ideia de alterar o período de realização da Copa do Mundo de 2022 para o inverno, com a intenção de evitar as altas temperaturas do Catar. Depois de uma reunião da entidade nesta sexta-feira, Platini disse que poderia ser mais fácil organizar a Copa do Mundo em janeiro ao invés de junho. "Eu concordo com isto, por quê não? É possível".

Platini disse, no entanto, que a mudança abriria uma série de questões, incluindo se os jogadores devem ter um período de férias em fevereiro. O alemão Franz Beckenbauer foi um dos que propôs a alteração no período de realização da Copa do Mundo de 2022.

Ao mesmo tempo, Platini defendeu a escolha do Catar para o Mundial de 2022, lembrando que os jogadores já tiveram que enfrentar o calor extremo na Copa de 1994, realizada nos Estados Unidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.