Tamanho do texto

"Eles têm um bom elenco, vou falar quem são e temos de ter atenção", contou o lateral paraguaio

selo

O São Paulo conta com um importante informante para vencer o Libertad, do Paraguai, nesta quarta-feira, no Morumbi, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana . É que o time paulista conta com um paraguaio em seu elenco, o lateral-direito Piris, que deixou o Cerro Porteño em julho, mas que segue defendendo a seleção de seu país.

"Vou falar com o pessoal aqui. Tem alguns jogadores que já foram para seleção. Eles têm um bom elenco, vou falar quem são e temos de ter atenção", contou Piris, que chegou ao São Paulo depois de Copa América e desde então vem sendo titular da equipe.

São Paulo é o sexto no Brasileirão. Veja a tabela

O jogo contra o Libertad será o primeiro desde a demissão do técnico Adilson Batista. Como de praxe, o interino no banco de reservas tricolor será Milton Cruz, assistente técnico permanente do clube e homem de confiança do presidente Juvenal Juvêncio. A esperança é de uma vitória para encerrar uma sequência de seis jogos sem vitória e levar vantagem para o confronto de volta, daqui a uma semana, no Paraguai.

"Estou sabendo que eles vão jogar no Defensores (del Chaco), que é um campo maior do que o deles. Não costumam jogar lá, mas contra times brasileiros e argentinos falaram que vão para lá", lembrou Piris, em referência ao fato de que o Libertad não costuma jogar no maior estádio de Assunção, onde o lateral se acostumou a atuar pelo Cerro.