Presidente Maurício Assumpção chamou o meia sérvio para defender o time de General Severiano

A aposentadoria do meia sérvio Petkovic , que disputou a última partida da carreira no último domingo , no empate de 1 a 1 entre Flamengo e Corinthians pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, poderia ter tido uma reviravolta bastante polêmica. Segundo o ex-jogador do Flamengo, o presidente do Botafogo , Maurício Assumpção, o convidou para que ele atuasse pelo rival carioca de General Severiano, momentos após sua despedida.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"Depois do jogo, o presidente me convidou para jogar pelo Botafogo. Mas acho que foi gentileza dele. Eu até poderia exercer outras funções no Botafogo, mas não por agora", disse em entrevista à Rádio Globo.

Além do Flamengo, Petkovic atuou pelo Vasco e Fluminense, porém foi no time da Gávea que conseguiu os principais títulos da carreira, como o Campeonato Brasileiro de 2009 e os Cariocas de 2000 e 2001. Caso defendesse o Vasco, Petkovic entraria para o pequeno grupo de jogadores que defenderam a camisa dos quatro grandes do Rio, como o lateral-direito Léo Moura, o atacante Paulo César Caju e o zagueiro Válber.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

O sérvio admitiu que em sua visão, poderia atuar por mais um período, mas aceitou se aposentar pensando no melhor para o grupo do Flamengo. "Eu acho que dava para jogar mais, porém o meu nome poderia atrapalhar o planejamento do treinador. A torcida ficaria gritando 'Pet, Pet, Pet' durante os jogos, criando de repente um desconforto. Então está bom", disse Pet..

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.