Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Peru e México fazem "final antecipada" na busca por uma vaga

Partida é considerada por ambas seleções como vital para evitar a eliminação da Copa América

Gazeta |

O duelo é válido somente pela segunda rodada da primeira fase da Copa América, mas é apontado como fundamental para dois times pouco cotados no grupo C da competição. Às 21h45 (de Brasília) desta sexta-feira, Peru e México se enfrentarão em Mendoza em busca da primeira vitória, considerado por ambos como vital para evitar a eliminação.

Para os peruanos, que tiveram a pior campanha do continente nas últimas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, os mexicanos podem ser até um atalho na busca por demonstração de força na América do Sul. A ideia é manter os elogios ouvidos depois do empate com o favorito Uruguai na estreia, por 1 a 1.

Além disso, a equipe da América do Norte não viajou para a Argentina com força máxima, utilizada para conquistar a Copa Ouro no fim do mês passado. Fator que só aumenta o entusiasmo dos peruanos, que crêem estarem perto da vaga nas quartas de final se atingiram os quatro pontos já nesta sexta-feira.

Se o objetivo diante dos uruguaios era se fechar e sair no contra-ataque, o time quer se aproveitar de sua renovada autoestima para atuar mais solto. O técnico Sergio Markarián mexeu em todos os setores e montou uma escalação no 4-3-3, com o meio-campista Juan Vargas mais livre para encostar no ataque.

O objetivo é vencer já para poder sonhar até mais à frente, com as semifinais do torneio. "Viemos para jogar seis partidas. Se não pensarmos assim, por que viemos à Copa América? Por que não? Sonhar é grátis e temos uma boa equipe", afirmou o atacante Paolo Guerrero, em animação que até incomoda o treinador."Não jogamos contra o Uruguai como esperávamos, desta vez esperamos estar melhores. Temos que ganhar as partidas para alcançar seleções fortes no continente como Argentina, Brasil, Uruguai, Chile e Paraguai", disse Markarián, citando os cinco representantes sul-americanos no último Mundial.

Do outro lado, o México, derrotado pelo Chile na estréia, precisa provar que, mesmo sem alguns de seus principais atletas, valoriza a competição e provará isso em campo. Nas palavras dos convidados para disputar a Copa América, isso significa não adiar mais uma vez a conquista de três pontos.

"É uma partida de vida ou morte, temos a obrigação de ganhar se quisermos ter alguma chance de estar na próxima fase. E não viemos passar férias, sem ter obrigações a cumprir. Nossas esperanças de classificação estão intactas", garantiu o atacante Lugo.

A meta de vitória mexicana, contudo, passa por um esquema forte defensivamente. O técnico Luis Fernando Tena escalou sua retaguarda com cinco jogadores e Diego Reyes, defensor de origem, à frente deles. A criatividade passa basicamente pelos pés de Giovani dos Santos, aposta para municiar Lugo, único homem na frente.

FICHA TÉCNICA
PERU X MÉXICO

Local: Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza (Argentina)
Data: 8 de julho de 2011, sexta-feira
Horário 21h45 (Brasília)
Árbitro: Sergio Pezzotta (Argentina)
Assistentes: Ricardo Casas e Diego Bonfa (ambos da Argentina)

PERU: Fernández; Carmona, Acasiete, Rodríguez e Vílchez; Lobatón, Balbín e Cruzado; Juan Vargas, Advíncula e Guerrero
Técnico: Sergio Markarián

MÉXICO: Michel; Aguilar, Araujo, Reynoso, Mier e Chávez; Reyes e Enríquez; Peralta e Giovani dos Santos; Lugo
Técnico: Luis Fernando Tena

Leia tudo sobre: perumexicocopa américa 2011futebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG