Valor em débito passa longe dos incentivos milionários ao time masculino, mas equivale a dois ou três meses de salários de atletas

Elenco já teve que reivindicar prêmio depois do Mundial e do Pan-Americano há quatro anos
ae
Elenco já teve que reivindicar prêmio depois do Mundial e do Pan-Americano há quatro anos
A convocação da seleção brasileira feminina que disputará a Copa do Mundo, na Alemanha, entre 26 de junho e 17 de julho, será conhecida nesta segunda-feira. A vaga foi obtida com o título sul-americano, em novembro passado, mas a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda não pagou a premiação pela conquista.

Algumas jogadoras que pediram para não ser identificadas estimam que cada uma tenha a receber em torno de R$ 4 mil, embora a entidade não estipule ao grupo o valor dos prêmios de maneira antecipada. O cálculo das atletas é feito com base no pagamento da premiação individual pelo vice-campeonato do Mundial da China, em 2007, que foi de R$ 16 mil.

O chefe de comunicação da entidade, Rodrigo Paiva, respondeu que os prêmios nunca são compensados imediatamente após os objetivos serem alcançados, mas que ainda não tinha conhecimento se a premiação pelo Sul-americano havia sido paga ou não às campeãs. A reportagem insistiu em novos contatos com a CBF mais tarde, mas não obteve sucesso.

O valor em débito com a seleção feminina passa longe dos incentivos milionários ao time masculino, mas equivale a dois ou três meses de salário para boa parte das jogadoras, que precisam ainda se contentar com equipes de pouca estrutura no futebol nacional.

Não é a primeira vez que a entidade atrasa o depósito. O elenco tem que reivindicar o recebimento dos prêmios a cada competição, como ocorreu . Mas desta vez, em cima do Mundial da Alemanha e dos Jogos Olímpicos de Londres, a cobrança junto aos dirigentes tem sido feita com receio.

A maioria das atletas que ajudaram a classificar o Brasil, ganhando o torneio no Equador de forma invicta - contando com artilheira (Marta) e vice-artilheira (Cristiane) -, vem treinando na Granja Comary, em Teresópolis, e estão bem cotadas para figurar na lista do técnico Kleiton Lima. Ao mesmo tempo, seguem sem receber a tradicional compensação financeira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.