Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Perto de jogo decisivo, Leão comanda treino descontraído no CT

Trabalho no São Paulo teve muitas risadas, polichinelos e cambalhotas dos jogadores

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Na preparação para a última rodada do Campeonato Brasileiro , nada de coletivo, treino tático ou preparação física no CT da Barra Funda. A quinta-feira no São Paulo foi de muita descontração, com o técnico Emerson Leão comandando um rachão animado e, depois, fazendo uma atividade com os tradicionais "castigos" em caso de qualquer erro dos atletas.

E MAIS: Juvenal Juvêncio diz que Leão deve continuar e alfineta o rival Corinthians
VEJA TAMBÉM:
Denilson quer "esfriar a cabeça" e acabar com a fama de violento

Gazeta Press
Rivaldo paga castigo com cambalhota
Para o meio-campista Lucas, que retorna à equipe depois de cumprir suspensão, os trabalhos que Leão realiza são de fundamental importância para a equipe. "O Leão tem essa característica, colocou esse aquecimento animado, todo mundo feliz, melhora o ambiente, a gente precisa disso ai", comentou o camisa 7.

Os castigos que o técnico aplica nos jogadores vão desde polichinelos até cambalhotas. "Ele inventa essa brincadeira de polichinelo, dar cambalhota, é uma brincadeira, mas já se preparando para o treino principal", disse Lucas, que não participou da atividade finai de finalizões.

Além de Lucas, Xandão, Rhodolfo, Juan, Wellington, Denilson, Cícero, Lucas, Fernandinho e Luis Fabiano, ao lado de Dagoberto e Rivaldo - que devem se despedir do São Paulo na próxima semana - ficaram sentados no meio do campo vendo os outros colegas finalizarem à meta.

São Paulo está em 8º no Brasileirão. Veja a classificação completa do torneio nacional

Lucas ainda falou sobre a situação de Leão no São Paulo, já que seu contrato vai só até o fim do ano e ainda não é certeza de que ele vá continuar. "Não tenho do que reclamar do Leão. Já venceu bastante por onde passou, ele sempre tem uma palavra de motivação. Se ele deve continuar ou não, não cabe a mim responder", finalizou o meia.

Para ficar com uma vaga na próxima Libertadores, o São Paulo precisa derrotar o Santos no clássico de domingo, que será realizado em Mogi Mirim, e ainda torcer para que Coritiba, Internacional e Figueirense não triunfem nos duelos regionais diante de Atlético-PR, Grêmio e Avaí, respectivamente.

São-paulinos são maiores que santistas na Torcida Virtual. Ajude seu time

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011Emerson Leão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG