Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Perto da idade de Cristo, Renato vira curinga de Luxa no Flamengo

Meia mostra fôlego de garoto nos treinos e pode atuar como lateral-esquerdo ou volante durante a temporada

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

No dia 9 de junho, Renato completa 33 anos de idade. Sua primeira passagem no Flamengo foi em 2005, seis anos atrás. Bem mais jovem, era conhecido por seu vigor, sua força física e a potência no chute. De volta em meados de 2010, veio do mundo árabe, onde se treina e joga bem menos, prejudicando sua preparação. Não foi o mesmo. Agora, com uma pré-temporada nas costas, começa a mostrar todas as suas qualidades novamente, atuando até como lateral-esquerdo.

“Vou completar a idade de Cristo. Não é fácil”, brincou Renato. “Mas não estou com dor alguma. Está tudo bem”, disse o jogador, saindo de carro do Ninho do Urubu, no dia seguinte à vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, quarta-feira, quando Ronaldinho Gaúcho fez sua estreia com a camisa do Flamengo.

O desempenho físico de Renato não surpreende quem trabalha com ele todos os dias. O preparador físico Antônio Mello, companheiro do técnico Vanderlei Luxemburgo desde os tempos de seleção brasileira, é só elogios para o jogador, que segundo ele tem uma idade física bem inferior aos seus 32 anos.

“O futebol está aumentando cada vez a mais a vida útil dos atletas, principalmente daqueles que se cuidam. Esse rapaz (Renato) vai chegar fácil aos 39 anos jogando em um bom nível físico”, afirmou Mello.

Renato vinha jogando no meio-campo, mas, desde a pré-temporada em Londrina, ele já sabia da possibilidade atuar como lateral-esquerdo, já que a contratação de jogadores como Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves poderia fechar o espaço no meio. Disposto a ter uma vaga no time, seu comportamento em relação a sua primeira passagem mudou e a aceitação foi imediata.

“O Renato ainda queria dar uma corrida hoje (quinta-feira, dia seguinte ao jogo com o Nova Iguaçu), mas eu não deixei. A experiência no caso dele faz diferença. Ele sabe a hora certa de correr e quando pode se desgastar mais ou não. O jogador pode ter força e velocidade ou muita resistência. O Renato tem força, uma velocidade razoável e uma boa resistência”, explicou Mello.

Contra o Boavista, domingo, às 17h, em Macaé, Renato deve ser escalado no meio-campo, já que Bottinelli está machucado. Ele, provavelmente, será o curinga do técnico Vanderlei Luxemburgo, que já cogitou sua escalação até como segundo volante, como aconteceu nos últimos minutos do jogo contra o Nova Iguaçu. O Flamengo lidera o Grupo A da Taça Guanabara, com 15 pontos.

Leia tudo sobre: FlamengoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG