Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pendurados, Ralf e Castán jogaram todas partidas do Brasileirão

Dupla enfrenta o América-MG correndo o risco de desfalcar Corinthians, por suspensão, pela primeira vez no ano

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Quando o Corinthians entrar em campo  às 19h30 desta quarta-feira para enfrentar o América-MG no Pacaembu, dois jogadores do líder do Brasileirão  terão uma preocupação a mais antes para o confronto contra o lanterna do torneio. Leandro Castán e Ralf, únicos jogadores do elenco de Tite que estiveram em campo em todos os minutos das 12 partidas do time, estão pendurados e se receberem mais um cartão amarelo desfalcarão a equipe pela primeira vez no campeonato.

AE
Ralf ainda não desfalcou o Corinthians no Brasileiro

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

Seguros, os dois têm tido papel fundamental na formação da melhor defesa do Brasileirão até aqui. Foram oito gols sofridos, quatro nas duas últimas partidas, nas derrotas para Cruzeiro e Avaí. Em ambas, a linha de defesa teve desfalques (Fábio Santos, no primeiro, e Chicão, no segundo), mas contra o América-MG todos os titulares da sequência inicial de vitórias (Welder, Chicão, Castán e Fábio Santos) estarão em campo.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

Entrosados, Ralf e Castán poderão devolver a segurança que a defesa perdeu nas derrotas recentes.

O volante jogou 36 das 37 partidas do time no ano. Apesar de ter como missão parar atacantes e meias habilidosos rivais, Ralf ainda não ficou suspenso no ano e só esteve ausente da última partida da primeira fase do Campeonato Paulista, contra o Santo André, porque Tite poupou todos os titulares. Ele jogou até contra o São Bernardo, na quarta rodada do Paulista, partida em que Tite também deu trégua a titulares antes do jogo de volta contra o Tolima pela Libertadores. Naquele jogo, Ralf entrou no segundo tempo. Castán ficou fora exatamente destas duas partidas.

A vontade dos dois de não desfalcarem o Corinthians contra o América-MG até gerou uma discussão sobre o lance de origem ao terceiro gol do Avaí, domingo, na Ressacada. Após Morais perder a bola no meio campo, o atacante Rafael Coelho dominou o lance e partiu para o campo de ataque. Ralf, que tinha recebido amarelo, não parou a jogada com receio de ser expulso. Na sequência, Castán, que já estava pendurado, também não parou o lance com falta. E Paulo André, no intuito de colocar William em impedimento, também não deu o combate, deixando o atacante do Avaí avançar até o gol.

"O engraçado é que no lance que o Ralf levou o amarelo, quem fez a falta foi o Paulo André e o juiz se confundiu. E outra. O Rafael teve uma felicidade rara no lance", argumenta Tite, defendendo seus defensores. Ralf é o segundo jogador que mais rouba bolas no Brasileirão, atrás apenas de Willians, do Flamengo. Foram 70 desarmes certos contra 75 do flamenguista. Ralf tem, contudo, uma melhor média que Willians. Ele acertou 86% das suas tentativas de desarmes no campeonato contra 83% de Willians. Os números são da Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad .

Mesmo que Ralf consiga evitar o amarelo nesta quarta-feira, ele terá a chance de "forçar" um cartão contra o Atlético-PR, domingo, em Curitiba. Convocado para defender a seleção brasileira contra a Alemanha, dia 10, ele perderá de qualquer forma o jogo contra o Santos, no mesmo dia. Perguntado se Ralf poderia forçar esse amarelo no domingo, Tite se esquivou. "Vamos falar do América, do América".

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG