Para o técnico uruguaio Diego Aguirre, craque do Santos foi quem fez a diferença no Pacaembu

selo

O técnico Diego Aguirre declarou que o gol sofrido pelo Peñarol no começo do segundo tempo definiu a conquista do título da Libertadores pelo Santos . Na noite de quarta-feira, a equipe paulista foi campeã pela terceira vez da competição continental ao derrotar o time uruguaio por 2 a 1. O primeiro gol da decisão saiu no primeiro minuto da etapa final e foi feito por Neymar .

Para Aguirre, o Peñarol fazia boa partida, mas não teve força para se recuperar após o gol sofrido. "Controlamos a primeira metade, jogamos um bom jogo", disse o treinador. "Mas esse gol foi fundamental. O Santos encontrou o seu jogo e terminou merecendo a vitória. Não pudemos encontrar um gol, foi muito difícil. O Santos é uma grande equipe e não pudemos recuperar, mas estou muito orgulhoso dos meus jogadores".

Entre para a Torcida Virtual do Santos e convide seus amigos

Aguirre buscava o seu segundo título da Libertadores e o primeiro como treinador. Em 1987, foi o herói da conquista de 1987 ao marcar o gol do título na prorrogação da partida contra o América de Cali, da Colômbia.

O atacante argentino Alejandro Martinuccio também reconheceu que o primeiro gol do Santos atrapalhou as pretensões do Peñarol. "Sofrer o gol no início do segundo tempo foi o que nos matou", afirmou o jogador, lamentando a chance desperdiçada de conquistar o sexto título pela equipe uruguaia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.