Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pelo Santos, Elano diz que recusou oferta milionária da Rússia

Meio-campista também abriu mão de salários atrasados de seu ex-clube na Turquia para voltar ao futebol brasileiro

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854400122&_c_=MiGComponente_C

Anunciado como novo reforço do Santos para a temporada de 2011, o meio-campista Elano revelou nesta quarta-feira que recusou uma oferta milionária vinda do futebol russo para poder voltar a vestir a camisa do clube pelo qual se consagrou no futebol brasileiro. O jogador será apresentado oficialmente no próximo domingo, na Vila Belmiro, antes do duelo entre Santos e Flamengo, pela rodada final do Campeonato Brasileiro.

Ao comentar a sua escolha de voltar ao futebol brasileiro, depois de sete anos atuando no exterior, Elano lembrou que só saiu do Santos em 2003 para poder dar estabilidade financeira aos seus familiares. "Eu preferi sair para dar o conforto para a minha família. Meus pais eram cortadores de cana naquela época. Agora eu recebi uma proposta milionária do Zenit, da Rússia, mas eu disse não para poder voltar para o Santos", disse o jogador, em entrevista ao canal "ESPN Brasil".

O jogador também destacou a felicidade de poder voltar a morar no Brasil, depois de passar pela Ucrânia, Inglaterra e Turquia, onde defendeu respectivamente Shakhtar Donetsk, Manchester City e Galatasaray. "O que eu mais preciso nesse momento é do Brasil, da minha casa, dos meus amigos. Você pega tudo que aconteceu na minha carreira. São sete anos de busca, de luta para poder defender a seleção, mas agora estou voltando zerado, sem dor, sem gordura, sem nada", ressaltou.

Elano também confirmou que abriu mão de receber cerca de 1,5 milhão de euros (aproximadamente R$ 3,3 milhões) do Galatasaray, em salários atrasados, para que a negociação com o Santos fosse concretizada. "Fácil nunca foi, mas acho que houve um bom negócio entre as duas partes e os presidentes (dos clubes) foram muito carinhosos comigo. Queria muito voltar e estou muito feliz", disse Elano, para depois elogiar a conduta que o Galatasaray teve em relação a ele.

"Se eu falar para você que não atrasa (salário) é mentira, mas nunca fiquei sem receber um centavo. Todas as vezes que atrasou, o presidente me chamou, me explicou o motivo e depois me pagou. Eles (dirigentes do Galatasaray) foram muito profissionais comigo. Eu estava para receber, estava para vencer, mas para eu sair eles disseram que eu teria de abrir mão de um valor que eu tinha para receber", revelou.

Seleção
Elano ainda destacou que espera fazer do Santos um trampolim para o seu possível retorno à seleção brasileira, após a traumática experiência vivida na Copa do Mundo de 2010, onde só atuou por duas partidas por causa da lesão que sofreu na partida contra a Costa do Marfim, pela segunda rodada da primeira fase da competição.

"Foi uma coisa triste, foi frustrante para todo mundo, mas não acredito que a minha história na seleção acabou. Quero ir bem no Santos para poder voltar para a seleção", disse o jogador, assegurando que já está plenamente recuperado para atuar pelo Santos a partir do início do próximo ano.

"O Elano continua o mesmo, só envelheceu um pouquinho, que é uma coisa normal. Mas estou até um pouco melhor fisicamente, pois evolui muito no exterior", reforçou, lembrando que a sua contratação foi a realização de um desejo geral na Vila Belmiro.

"Meu nome era unanimidade dentro do Santos, até mesmo no momento em que o Santos estava sem treinador. O Adilson (Batista, substituto do demitido Dorival Júnior) falou que ficaria muito feliz que o Elano faça parte do nosso trabalho no Santos".

Leia tudo sobre: mercado da bolasantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG