Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pelé para Romário: “Já me candidatei a rei e ganhei”

Embaixador da Copa respondeu com ironia a deputado federal que o criticou semana passada por causa da Copa do Mundo de 2014

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Pelé respondeu nesta sexta-feira a Romário, que na semana passada disse que o ex-jogador e embaixador da Copa do Mundo de 2014 deveria se candidatar a algum cargo público para poder entender o que acontece no mundo da política. Num primeiro momento Pelé disse que não havia ouvido a provocação, se limitando a falar que o deputado federal é mal informado. Com a insistência na pergunta, a resposta dada em um evento do qual participou para lançamento de um curso de educação à distância gerou gargalhada nos presentes:

“Fala que já me candidatei a rei faz tempo e ganhei”, disse o ex-jogador do Santos e da seleção brasileira.

Na sexta passada, Romário não poupou palavrões ao reclamar que Pelé protege Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local) do Mundial. Pelé é embaixador da Copa, mas foi convidado ao cargo pela presidenta Dilma Roussef.

Veja também: Romário manda Pelé calar a boca e dá dicas a Neymar

“Eu tinha prometido nunca mais falar nada do Pelé. Mas ele diz tanta m..., que não dá para evitar. Repito que o Pelé, calado, é um poeta. Ele não sabe de estatuto, de lei, de p... nenhuma do que acontece. Deveria se candidatar a alguma coisa para entender direito”, disse Romário. Na sequência, ele chegou até a dizer que Pelé poderia estar recebendo dinheiro da CBF para não criticar os preparativos da Copa.

“Sou um grande fã do Romário, um jogador que fez muitos gols, um goleador. Mas ele não está bem informado sobre o que fala”, disse Pelé.

Leia também: Romário ataca Valcke e Teixeira, mas fica sem resposta

Pelé, mais uma vez, defendeu as ações que estão sendo feitas para a realização da Copa do Mundo. Para ele, até o Japão, que foi sede em 2002 e da qual ele também participou do comitê, estava mais atrasado do que o Brasil dois anos e meio antes do Mundial.

“O Japão precisou dividir a Copa com a Coreia, porque estava em situação mais atrasada do que o Brasil. Na África (do Sul), antes de 2010 a situação era muito, mas muito pior, Tenho certeza que o Brasil vai conseguir realizar uma grande Copa, espero que a melhor de todos os tempos”, disse.

Lei Geral da Copa

Convidado pelo Congresso para debater em Brasília sobre a Lei Geral da Copa, na semana que vem, Pelé não poderá comparecer por causa da agenda. Mas ele contou que no primeiro semestre de 2012 deve percorrer as 12 cidades que receberão jogos para conhecer como estão as obras de estádios e de infraestrutura e para dar sugestões.

Veja ainda: Seleção teve vaias, afirmação de Neymar e até buraco em 2011

“Tem gente que está torcendo contra a Copa no Brasil, e não entendo o motivo, Temos todos que estar juntos para realizar o melhor mundial”.

Sobre a seleção brasileira, que teve um ano irregular com derrotas contra rivais fortes (França e Alemanha) e sucesso contra fracos, Pelé acha que o time está em formação e que chegará como um dos candidatos em 2014.

“Tem sempre os favoritos, como Itália, Argentina, o Uruguai, e o Brasil estará entre eles. Mas tem algumas seleções que podem surpreender, os EUA, por exemplo, que já estiveram bem nas últimas Copas”, disse.

Leia tudo sobre: PeléRomárioCopa 2014

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG