Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pelé diz que obsessão pelo dinheiro é um perigo para o futebol

Ex-jogador está na Ásia em uma viagem de promoção do New York Cosmos, clube que defendeu nos anos 70

AFP |

O melhor jogador da história do futebol, Pelé, afirmou nesta segunda-feira que a obsessão pelo dinheiro, os salários altos e o poder dos empresários nas negociações podem ser um perigo para o futuro do esporte.

Em declarações à imprensa em Hong Kong, o rei do futebol defendeu a necessidade de que os jogadores desfrutem do jogo, sem considerá-lo um trabalho de alta remuneração. "Os jogadores nunca devem esquecer o amor pelo jogo e pelo time", disse o brasileiro, antes de beijar o escudo do New York Cosmos, clube que defendeu depois de se aposentar no Santos e do qual é presidente honra.

Ao descrever o papel dos agentes no futebol atual, Pelé, 70 anos, falou sobre a mercantilização que guia o trabalho de empresários."Não se preocupam se o jogador é bom ou não. Eles querem vender o jogador e conseguir o dinheiro. Também é um perigo para o futuro do futebol", disse.

Pelé está na Ásia em uma viagem de promoção do New York Cosmos, que deseja voltar a disputar a liga americana em 2014. O craque brasileiro defendeu o Cosmos original de 1975 a 1977. O Cosmos original disputou campeonatos de 1971 a 1985. Depois do colapso do campeonato americano em 1985 o projeto veio abaixo e agora existe a tentativa de recriar a equipe.

Leia tudo sobre: Pelé

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG