Tamanho do texto

Ex-jogador negou ter instruído o jovem santista a "revidar" e explicou que por ser habilidoso, é natural ser mais marcado

Pelé comparou Neymar aos argentinos Diego Maradona e Lionel Messi  e recomendou ao jovem santista que aprenda a se defender em campo das entradas violentas dos rivais. A entrevista foi concedida ao "Programa do Jô", da Rede Globo, e irá ao ar na sexta-feira

Leia também: Maradona diz que Messi já está acima de Pelé

"Falam de Maradona, de Messi, mas nós temos Neymar, que vai ser um grande com a habilidade que tem. O Santos é uma fábrica de craques, cria vários jogadores sem gastar nada. É um time de sorte", afirmou Pelé, que também diz ter aconselhado Neymar a se defender das perigosas entradas que recebe nas partidas. Porém, ele negou que tenha recomendado ao atacante reagir com violência quando recebe faltas.

E ainda: Pelé diz que enviará documentário para Messi ver como ele jogava

"Não é revidar, é aprender a se defender. Tenho falado isso sempre para o Neymar quando a gente se encontra. Ele é muito habilidoso, é o melhor jogador do time, então é claro que vai ser marcado. Tem que aprender a se defender", afirmou.

Pelé, que ressaltou que votaria em Neymar na escolha do melhor do mundo em 2011 , lembrou que em sua época de jogador os atletas não tinham o cuidado que têm na atualidade.

"Na nossa época, não tínhamos a proteção que existe hoje, com cartão amarelo, cartão vermelho ou a própria TV, que inibe um pouco (a violência). Era mais complicado", explicou Pelé.