Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pela primeira vez, São Paulo reencontra Muricy em uma decisão

Time já enfrentou ex-treinador três vezes desde que ele deixou o clube, mas nunca em partida eliminatória

Levi Guimarães e Samir Carvalho, iG São Paulo |

Reencontrar o técnico Muricy Ramalho, que comandou o São Paulo por três anos e meio entre 2006 e 2009, não é mais novidade para o clube do Morumbi. Desde que o treinador foi demitido, após a eliminação na Libertadores de 2009, já foram três encontros, um com o treinador dirigindo o rival Palmeiras e dois com ele no Fluminense.

Siga o iG São Paulo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O duelo deste sábado contra o Santos, no entanto, marcará o primeiro reencontro em uma partida eliminatória, já que todos os outros confrontos foram válidos pelo Campeonato Brasileiro, disputado no sistema de pontos corridos. Curiosamente, o São Paulo e o próprio Muricy não vencem um torneio com fase eliminatória desde antes da parceria entre os dois.

Siga o iG Santos no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O treinador evitou comentar alguma vantagem que possa ter por conhecer bem o rival do fim de semana, mas se disse feliz de voltar ao estádio do Morumbi. “É sempre um prazer voltar. Lá tenho grandes amigos, até entre os funcionários. Toda vez que vou lá é uma alegria enorme. Valorizo muito aquelas pessoas. É um prazer enorme voltar àquela casa. Tive alegrias, vai ser muito legal rever os amigos, jogadores, a comissão”, disse.

Por enquanto, Muricy leva vantagem nos confrontos com o ex-time, pelo qual foi tricampeão brasileiro. Foram três jogos, com dois empates e uma vitória do treinador.

O primeiro duelo aconteceu no segundo turno do Brasileirão de 2009. À frente do Palmeiras, Muricy liderava a competição com quatro pontos de vantagem sobre o próprio São Paulo. Diante de mais de 41 mil pessoas no Morumbi, o clássico não saiu do 0 a 0 e o Palmeiras seguiu na frente. Mas, ao final do campeonato, o São Paulo ficou em terceiro, conquistando uma vaga na Libertadores de 2010, e o time de Muricy nem a classificação para a competição continental conseguiu, caindo para o quinto lugar.

No ano seguinte, vieram os dois outros confrontos. No primeiro turno, no Maracanã, empate por 2 a 2 entre o Fluminense de Muricy e o São Paulo de Rogério Ceni, que marcou um gol e ainda defendeu um pênalti. No segundo turno, o Fluminense goleou por 4 a 1 na Arena Barueri. A partida ficou marcada pela polêmica sobre uma possível ‘entregada’ do São Paulo, já que o Fluminense disputava o título com o Corinthians.

Do atual elenco do São Paulo, treze jogadores chegaram a ser treinados por Muricy no clube. Um deles, Ilsinho, mostra agradecimento pelo treinador. “Ele que me trouxe, ele que me pôs para jogar, confiou em mim. Respeito muito ele. Mas acho que o fato dele conhecer o São Paulo não vai interferir em nada no jogo”, disse o camisa 77.

O ala também comparou Muricy ao atual comandante são-paulino, Paulo César Carpegiani. “O Muricy cobra muito mais. Está sempre cobrando, fala pouco com os outros, só dá bom dia, mas é o jeito dele. O Paulo também cobra bastante, mas tem um estilo mais tranquilo, conversa com os jogadores fora de campo. São estilos diferentes”.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG