Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pela primeira vez, Ganso estará presente em reunião com diretoria

Reunião nesta terça-feira no CT Rei Pelé pode acabar com ¿novela¿ sobre o plano de carreira do meia

Samir Carvalho, iG Santos |

O meia Paulo Henrique Ganso será a principal novidade na reunião entre os seus representantes e a diretoria do Santos nesta terça-feira por volta das 11h (de Brasília), no CT Rei Pelé. Desde que iniciou a “novela’ do plano de carreira oferecido pelo clube em agosto do ano passado, será a primeira vez que o camisa 10 estará presente no encontro.

Além do assessor executivo do Santos, Fernando Silva, e do diretor executivo da DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, Thiago Ferro, que estiveram em quase todas as reuniões, o encontro desta terça também contará com a presença do presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

O iG revelou com exclusividade no inicio da semana passada o motivo da presença de Ganso na reunião com os dirigentes do clube nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé. O jogador pretende fazer pessoalmente o pedido realizado por seu staff na semana passada, que solicitou a redução da multa rescisória em 50%, já que o atleta espera jogar no futebol europeu até o final deste ano.

A intenção do staff do jogador é que a multa rescisória de Ganso, estipulado atualmente em 45 milhões de euros (R$ 106 milhões) fique estipulada entre 25 milhões de euros (R$ 59, 3 milhões) e 30 milhões (R$ 71,2 milhões) para o exterior. O iG apurou que o técnico da Inter de Milão, da Itália, o brasileiro Leonardo, continua falando com Ganso por telefone. A intenção do treinador é levar o meia para o futebol italiano.

Apesar de o aumento salarial ser considerado secundário por Ganso e seus representantes, a diretoria do Santos espera acabar com a “novela” nesta quarta-feira. Após oferecer um salário de R$ 400 mil, mas pedir em troca 30% dos direitos de imagem do jogador, a diretoria santista voltou atrás e oferece o montante sem exigir a porcentagem da multa.

Gazeta Press
Ganso jogou três partidas em 2011
O clube aposta no salário oferecido e dispensa a ideia de reduzir a multa rescisória. “Não vamos aceitar essa proposta. Só baixaríamos o valor da multa se a nossa intenção fosse negociar o Ganso, e não temos essa intenção. Oferecemos a ele a condição para que o Ganso passe a ganhar no Brasil o mesmo que ganharia no exterior. Nós já aceitamos em não aumentar a multa, fato que acontece nas renovações”, disse o presidente Luis Álvaro.

As negociações entre Ganso e Santos se arrastam desde agosto do ano passado. O jogador considera que a lesão no joelho esquerdo prejudicou a renovação. Se não bastasse, o atleta disparou contra a diretoria em entrevista coletiva no inicio desta temporada, dizendo que não foi valorizado pelo clube.

O camisa 10 voltou a mostrar chateação com a diretoria em entrevista exclusiva ao iG. Ganso espera acertar a renovação contratual com o Santos, e sonha que o valor da multa rescisória seja reduzido para atuar em breve no futebol europeu.

Leia tudo sobre: santospaulo henrique gansoluis alvaro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG