No Canindé, Portuguesa tenta primeiro triunfo após quatro jogos para seguir líder e segurar Paraná fora do G-4

A Portuguesa precisa encerrar no jogo das 16h20 (de Brasília) deste sábado, no Canindé, sua má sequência de resultados para não viver uma nova situação na Série B do Campeonato Brasileiro. Líder da competição há 11 rodadas, a equipe tenta contra o Paraná , no Canindé, a sua primeira vitória após quatro partidas para evitar que o foco mude: em vez de título, priorizar o acesso.

A Lusa dificilmente não terminará a 22ª rodada na primeira posição, já que a Ponte Preta empatou com o Vila Nova e, apesar de ter os mesmos 39 pontos e 11 vitórias, perde no saldo de gols (22 contra 14). Uma derrota rubro-verde, porém, coloca o time curitibano com possibilidades de entrar na faixa que dá vaga na elite nacional caso o Americana, atual dono da quarta colocação, não vença o ASA-AL em casa, também neste sábado.

Além do jejum de quatro jogos, o técnico Jorginho luta contra as consequências do empate por 0 a 0 com o Náutico na última terça-feira, quando Marcelo Cordeiro e Ferdinando foram expulsos. As boas notícias estão na zaga: Rogério volta de suspensão e Mateus está recuperado de contusão.

Entre as novidades, na lateral esquerda, o comandante opta pelo substituto direto com a entrada de Raí. A dúvida está no meio-campo. Boquita, Ivo e Henrique disputam duas posições, o que definirá se a Lusa terá postura mais ofensiva ou marcadora em casa.

Guilherme é um dos destaques da Portuguesa para a partida contra o Paraná
AE
Guilherme é um dos destaques da Portuguesa para a partida contra o Paraná
Escalação à parte, pôr fim à má fase virou quase uma obrigação. "Vai ser mais um jogo difícil contra uma equipe que também busca o acesso. Em casa, temos que fazer prevalecer nosso jogo e não deixarmos o Paraná jogar. Precisamos vencer de qualquer jeito", discursou o capitão Marco Antonio.

Já o Tricolor da Vila começou bem o segundo turno da competição ao vencer em casa o Boa Esporte, fazendo as pazes com o torcedor e voltando para a briga no G-4. Desta vez, o desafio é, além de arrancar pontos longe de seus domínios, acabar com o jejum diante de paulistas. Na Série B são sete confrontos - quatro derrotas e três empates.

Para isso, o técnico Roberto Fonseca tem alguns desfalques. O zagueiro Cris sofreu uma lesão muscular e está vetado pelo departamento médico. Com isso, Luciano Castán pode aparecer entre os titulares. O goleiro Zé Carlos, com dores nas costas, ainda é dúvida. Luís Carlos, o substituto, foi bem em Curitiba e pode seguir com a vaga. Já o volante Serginho, que foi expulso, cumpre suspensão automática.

O meia Douglas Packer, que começa a busca por uma sequência no time, acredita que esse pode ser o jogo que marcará uma arrancada rumo ao acesso à primeira divisão, acabando com o jejum e mostrando a força do Paraná.

"É um jogo que motiva, apesar de ser difícil. Ganhar nos dará uma enorme confiança e, com certeza, vamos estar preparados para isso. O Paraná é uma equipe de camisa e vai vencer neste segundo turno", finalizou o jogador, lembrando que o clube terminou a primeira metade da competição em sétimo lugar.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA X PARANÁ

Local: estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 3 de setembro de 2011, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Adson Márcio Lopes Leal e Raimundo Carneiro de Oliveira (ambos da BA)

PORTUGUESA: Weverton; Luís Ricardo, Rogério, Mateus e Raí; Guilherme, Boquita (Ivo), Marco Antonio e Henrique (Ivo); Ananias e Edno
Técnico: Jorginho

PARANÁ: Zé Carlos (Luís Carlos); Lisa, Brinner, Luciano Castán e Lima; Maycon Freitas, Everton Garroni, Douglas Packer e Welington; Ricardinho e Hernane
Técnico: Roberto Fonseca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.