Jornal entrou no clima de 1º de abril e afirmou que atacante foi vendido para saldar dívida portuguesa

EFE
Jornal colocou Cristiano Ronaldo na seleção espanhola em brincadeira do "Dia da Mentira"
Inspirado pelo 1º de abril, popular 'dia da mentira' (na Europa chamado de 'dia dos inocentes'), o diário britânico "The Independent" publicou em sua edição desta sexta-feira que Portugal decidiu vender o jogador Cristiano Ronaldo para a Espanha para atenuar sua crise financeira.

"Portugal vende Ronaldo à Espanha por 160 milhões de euros para ajudar a secar a dívida nacional", diz o título usado pelo periódico em sua terceira página, onde também publicou fotos do jogador e dos chefes de Governo dos dois países apertando as mãos.

"Em uma ação que, segundo alguns observadores, levará à destruição da Copa do Mundo, Cristiano Ronaldo decidiu 'agir como um patriota' e aceitar ser vendido à vizinha Espanha por 160 milhões", "informou" o periódico, destacando que a transferência ocorre depois do rebaixamento da qualificação creditícia do país.

Embora o valor da pseudotransferência represente o dobro do valor pago pelo Real Madrid ao Manchester United em 2009 pela contratação de Ronaldo - até hoje o recorde mundial -, o montante praticamente desaparece se comparado aos 12 bilhões de euros devidos por Portugal.

Ainda segundo a brincadeira, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, prepara uma contraproposta de 230 milhões para convencer Cristiano Ronaldo a defender a seleção inglesa, já que foi na Premier League que o português "se tornou uma estrela".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.