Time de Celso Roth atacou mais e marcou com mais eficiência. Confira destaques do clássico gaúcho

null

A vitória do Grêmio no Gre-Nal de domingo pode ser atribuída a dois fatores: produção ofensiva e pegada. Os números a seguir são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

O primeiro ponto foi visto durante quase todo o jogo. O Grêmio tomou a atitude desde o início, atacou mais, e esteve duas vezes na frente do placar. Foram 16 finalizações, sendo sete no gol. O Inter tentou sete chutes, só quatro em gol.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Saiba as últimas notícias do Grêmio pelo Twitter

A pegada pode ser vista no número de desarmes. Os comandados de Roth roubaram 32 bolas, contra apenas 19 do time de Dorival Júnior. Veja outros destaques individuais do clássico:

Estreante bom de passe:
O lateral-esquerdo Júlio César fez seu primeiro jogo pelo Grêmio. Foi quem mais acertou passes na partida: 46. Seguido por Élton, do Inter (36), e Douglas (Grêmio) com 33.

Argentino bom de drible:
Muito se diz que o meia Escudero tem alguma dificuldade de adaptação ao futebol brasileiro por causa de sua timidez. Dentro de campo ele mostrou o contrário: partiu pra cima dos marcadores, conseguindo nove dribles, inclusive fazendo a jogada que originou o pênalti do segundo gol do Grêmio. Oscar, no Inter, driblou seis vezes.

Zagueiro limpa trilho:
Quase nada passou por Mário Fernandes. O zagueiro jogou improvisado na lateral-direita, mas não esqueceu das origens: fez 10 desarmes. Saimon e Fernando, do Grêmio, e Tinga e Élton, do Inter, roubaram quatro bolas cada.

Fome de gol não adiantou:
Apenas dois jogadores entre todos conseguiram mais de uma finalização a gol. Justamente os dois atacantes de referência de cada time. André Lima fez três chutes a gol. Leandro Damião acertou dois. Nenhum dos dois balançou a rede. Eles também foram os mais caçados em campo. André sofreu seis faltas. Damião, quatro.

Veja imagens dos clássicos de domingo pelo Brasileirão:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.