Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pé frio, Jonas não deve assistir final da Sul-Americana

Artilheiro do Brasileirão pelo Grêmio lamenta torcer contra equipe brasileira, mas quer título do Independiente pela vaga na Libertadores

Levi Guimarães, iG São Paulo |

A indefinição em relação ao número de vagas para o futebol brasileiro na Copa Libertadores 2011 criou uma situação curiosa. Depois de garantir o quarto lugar na competição continental, o Grêmio aguarda pela decisão da Copa Sul-Americana para saber se poderá comemorar ou não.

E se a ordem entre os gremistas é secar o Goiás na decisão contra o Independiente, o artilheiro Jonas diz que fará isso de longe, já que não costuma dar sorte ao tentar secar algum adversário. Também não haverá qualquer reunião dos gremistas para assistir a partida.

Estamos de férias, cada um vai estar na sua casa ou passeando. Eu vou estar em casa com meus familiares. Não sei se vou assistir, porque vi o primeiro jogo e não deu sorte. Toda vez que eu tento secar não dá certo. Então tomara que eu possa ver só os minutos finais e quem sabe o Independiente sendo campeão, afirmou o gremista.

Jonas lamentou o fato de ter que torcer contra uma equipe brasileira, mas sabe que é a hora de deixar o patriotismo de lado pela conquista da vaga na Libertadores. É complicado torcer contra uma equipe brasileira contra um time argentino, mas nesse caso tem que favorecer a gente.

Artilheiro isolado do Brasileirão com 23 gols, Jonas também comentou a expectativa para receber uma oportunidade de Mano Menezes na seleção brasileira. Tive o privilégio de trabalhar com ele no Grêmio. Foi ele que pediu a minha contratação lá e tomara que agora possa pedir na seleção. Mas sei que na seleção é difícil, tem muitos jogadores de qualidade na posição.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolgrêmio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG