Pivô de uma partida interrompida em 99, árbitro atuou 24 vezes. Foram 12 vitórias, 8 empates e 4 derrotas

Recentemente, Paulo César de Oliveira foi pivô de muita polêmica no clássico entre Palmeiras e Corinthians , pela semifinal do Campeonato Paulista . A eliminação do time dirigido por Luiz Felipe Scolari custou duras críticas ao árbitro. O episódio faz parte da carreira deste paulista de 37 anos, integrante do quadro da Fifa. Nesta quarta-feira, ele apita Vasco x Coritiba , em São Januário – primeiro jogo da final da Copa do Brasil. O histórico do juiz em partidas envolvendo o time cruzmaltino traz boas recordações. Mas nem por isso ele deixou de ser personagem em um polêmico jogo na Colina em 1999.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

PC de Oliveira dá cartão amarelo para Kleber, do Palmeiras, na semifinal do Paulista
Gazeta
PC de Oliveira dá cartão amarelo para Kleber, do Palmeiras, na semifinal do Paulista
Ao todo, Paulo César de Oliveira apitou 24 jogos do Vasco desde 1997, quando iniciou a carreira no futebol. Neste período, foram 12 vitórias, oito empates e apenas quatro derrotas. Ou seja, um aproveitamento de 61,1%. O time carioca marcou 43 gols e sofreu 32. Esta é a segunda vez que ele atuará em uma final com o Vasco. A primeira foi há 12 anos.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Para ser mais preciso, no dia 28 de fevereiro de 1999. O Maracanã era palco na decisão do Torneio Rio-São Paulo, contra o Santos . Com facilidade, a equipe liderada por Mauro Galvão e Juninho Pernambucano venceu por 3 a 1. Se algo chamou a atenção naquela partida foi o surgimento, na extinta geral do estádio, do folclórico Mister M, torcedor que acabaria virando símbolo do clube. No jogo de volta, no Morumbi, dia 3 de março, nova vitória vascaína: 2 a 1.

Mas um jogo não sai da memória do torcedor que esteve presente em São Januário neste mesmo ano, no dia 19 de setembro. O Vasco recebeu o Paraná Clube. PC de Oliveira expulsou três jogadores da equipe carioca: Mauro Galvão, Alex Oliveira e Juninho Pernambucano. Foi aí que se deu início a uma enorme confusão. Após o árbitro advertir Juninho com cartão vermelho, o ex-presidente Eurico Miranda invadiu o campo cercado por dezenas de seguranças e caminhou na direção do juiz.

A atitude do dirigente incitou o torcedor, que por pouco não copiou o gesto do cartola. No caminho até PC, os seguranças iam abrindo caminho – uma cena dantesca, marca registrada da administração de Eurico. “Assim, eu não tenho como conter esta pessoas revoltadas com a sua atuação. Vai ser difícil garantir a sua integridade depois dessa. Você me expulsou três jogadores”, disse o ex-presidente ao juiz. Com isso, o foi interrompido aos 41 minutos do segundo tempo por falta de segurança. Uma pena para o técnico Antônio Lopes, que completava 500 partidas no comando do clube de São Januário e sonhava com uma festa melhor.

O Vasco, principalmente na gestão Roberto Dinamite, não adota a política de vetar árbitros. O diretor-executivo Rodrigo Caetano considera esta postura antipática.

“Claro que dois ou três nomes que a gente não gosta, mas o Vasco, oficialmente, não tem nada contra nenhum árbitro e não ficaria bem o clube fazer algum manifesto público vetando este ou aquele juiz”, declarou Caetano.

Confira a relação dos jogos do Vasco apitados por PC de Oliveira: 

30/08/1997 - Sport (PE) - Campeonato Brasileiro - Ilha do Retiro - 3 x 2

26/10/1997 - Criciúma (SC) - Campeonato Brasileiro - Heriberto Hulse - 4 x 3

15/11/1997 - Juventude (RS) - Campeonato Brasileiro - Olímpico - 3 x 0

03/12/1997 - Flamengo (RJ) - Campeonato Brasileiro - Maracanã - 4 x 1

24/01/1998 - Botafogo (RJ) - Torneio Rio-São Paulo - Mané Garrincha - 1 x 0

05/08/1998 - América (MG) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 5 x 1

24/09/1998 - Juventude (RS) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 1 x 1

21/10/1998 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - Durival Britto - 2 x 1

28/02/1999 - Santos (SP) - Torneio Rio-São Paulo - Maracanã - 3 x 1

22/08/1999 - Vitória (BA) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 3 x 1

19/09/1999 - Paraná Clube (PR) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 1 x 1

16/08/2000 -  Santa Cruz (PE) - Campeonato Brasileiro-  Arruda - 1 x 1

10/10/2001 - Internacional (RS) - Campeonato Brasileiro - Beira-Rio - 0 x 2

16/07/2003 - Cruzeiro (MG) - Campeonato Brasileiro - Mineirão - 1 x 4

03/08/2003 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 2 x 1

27/08/2003 - Grêmio (RS) - Copa Sul-Americana - São Januário - 1 x 1

06/12/2003 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - Arena da Baixada - 2 x 2

08/08/2004 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - Arena da Baixada - 0 x 2

17/05/2006 - Fluminense (RJ) - Copa do Brasil - Maracanã - 1 x 1

23/07/2006 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - São Januário - 2 x 1

24/09/2006 - Botafogo (RJ) - Campeonato Brasileiro - Maracanã - 0 x 0

26/10/2006 - Flamengo (RJ) - Campeonato Brasileiro - Maracanã - 3 x 1

14/06/2007 - Botafogo (RJ) - Campeonato Brasileiro - Maracanã - 0 x 4

06/10/2010 - Atlético Paranaense (PR) - Campeonato Brasileiro - Arena da Baixada - 0 x 0

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.