Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Paulo Baier tem mais de um motivo para querer título estadual

Ídolo do Atlético-PR, meia quer selar ¿casamento¿ com o clube com conquista estadual, o que é raro em sua carreira

Altair Santos, iG Curitiba |

Ao renovar contrato com o Atlético-PR por mais dois anos, o meio-campista Paulo Baier, 36, assumiu o compromisso de atuar em todos os jogos que o clube fizer no interior do Paraná – salvo por problemas de lesão ou suspensão. O objetivo é que ele, que atualmente é o principal ídolo atleticano, funcione como um chamariz para que o Atlético atraia sócios-torcedores fora de Curitiba, região metropolitana e litoral.

O jogador confirmou o projeto. “No ano passado, quando o Atlético jogou no interior, o pessoal demonstrava carinho comigo. Foi uma experiência legal e o clube decidiu investir nisso. Graças a Deus sou benquisto, procuro dar a atenção a todos, e espero ajudar o Atlético também fora do campo”, disse Baier, que avalia que esse pode ser um dos mais difíceis estaduais de que participou.

Segundo o meio-campista, a fórmula de pontos corridos vai exigir mais dos times. “Ficou bem mais competitivo. Até por que, pelo que tenho lido, os times do interior se preparam melhor”, comentou, descartando um favoritismo do Atlético. “Tem outros times favoritos. O Atlético, logicamente, tem um bom elenco, mas precisa melhorar bastante”, avaliou.

Apesar de não colocar o Atlético como o favorito, Paulo Baier acha que tem uma obrigação para com a torcida. Apesar de guindado à condição de ídolo, ele ainda não obteve nenhuma conquista pelo clube. Em seu entender, chegou a hora. “Espero que este ano a gente possa conseguir um [título]. Não só por que é importante na carreira, como para retribuir tudo o que recebo de carinho dos atleticanos”, afirmou.

O meio-campista também vislumbra um título para que a despedida da Arena da Baixada, que no meio do ano será fechada para ser adequada à Copa do Mundo, seja com chave de ouro. “Arena é mais do que um estádio. Ela transmite motivação e dá uma força muito grande para o Atlético. Então, uma conquista vai ajudar o clube para que, quando a gente sair da Arena, a torcida se mantenha ao nosso lado”, disse Baier, que tem poucos títulos estaduais: o catarinense de 1998, pelo Criciúma, e o pernambucano de 2009, pelo Sport Recife.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG