Para o meia, os gols sofridos pelo Atlético Paranaense nos cinco primeiros minutos foram fruto da desatenção da equipe

Faltando apenas quatro rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Atlético Paranaense segue em situação delicada. A equipe segue na zona de rebaixamento após a derrota para o Corinthians por 2 a 1 neste domingo. O meia Paulo Baier até tentou reverter a situação, com um gol marcado e uma bola na trave, mas não foi suficiente. Culpa do início ruim dos paranaenses, que levaram os dois gols nos cinco primeiros minutos.

"A gente lamenta pelos cinco minutos de desatenção. O segundo tempo a gente tem que exaltar. Criamos o gol, bola na trave. O resultado mais justo seria o empate", afirmou Paulo Baier , que espera a reação do time na Arena da Baixada. "Temos um jogo em casa diante do São Paulo e temos que continuar trabalhando," concluiu.

O meia Marcinho , que no intervalo saiu bravo com a atuação dos companheiros, não conseguiu explicar os cinco minutos de apagão e espera que apenas a atuação da segunda metade se repita. "No primeiro tempo entramos nervosos, não sei qual o motivo. No segundo, colocamos a bola no chão e jogamos. Todos os atletas têm que ter os espírito do segundo tempo", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.