Tamanho do texto

No primeiro dia com Adilson Batista, capitão da equipe lamenta saída de Geninho e mudanças de comando

As excessivas trocas de comando no Atlético-PR estão incomodando os jogadores. Quem entrega tal sensação é o experiente meia Paulo Baier , respeitado pela torcida e pelos próprios dirigentes. Além de ser o capitão da equipe.

Após o treino desta quarta-feira, o primeiro sob o comando de Adilson Batista, Baier criticou a saída do técnico Geninho . “O mais difícil de tantas mudanças fica para o jogador ter de lidar. É que cada treinador tem uma filosofia de trabalho e o elenco acaba tendo de se adaptar às mudanças", disse. "A gente tem que estar toda hora mudando o esquema tático. Isso não é de uma hora para outra que acontece. Leva meses para você se adaptar ao novo treinador”, avaliou.

Sobre o fim da convivência com Geninho, Baier lamentou. “A demissão foi uma coisa decidida pela diretoria e nós, jogadores, temos que acatar. A gente fica chateado, mas faz parte da nossa profissão. A vida segue”, afirmou.

Além de Geninho e do recém-chegado Adilson Batista , o Atlético-PR já foi treinado nesta temporada por Sérgio Soares e Leandro Niehues.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.