Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Patrocinador do Flu dá moral ao vice de futebol

Presidente da Unimed chega ao Rio ao lado de Alcides Antunes após a derrota para o América, no México

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Na chegada da delegação do Fluminense ao Rio nesta quinta-feira, depois da derrota por 1 a 0 para o América, do México, a guerra política que assola o clube ganhou mais um capítulo. O presidente da Unimed, Celso Barros, mostrou claramente que está ao lado do vice-presidente de futebol, Alcides Antunes, pressionado pelo grupo político que elegeu o atual presidente, Peter Siemsen.

Celso desembarcou ao lado de Alcides no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O vice-presidente de futebol saiu sem dar declarações, mas recebeu o apoio de um dos principais nomes da política do clube nos últimos anos.

“Eu apoiei o Peter e, se servir de alguma coisa, também apoio o Alcides”, afirmou Celso Barros, que usou a entrevista do técnico Muricy Ramalho depois do jogo para sustentar o seu discurso sobre a permanência do atual vice de futebol na diretoria. “Falaram que o Muricy e o Alcides não se dão bem. Se querem tirá-lo porque eles estão brigados, não pode ser por isso. O Muricy, de viva voz, mostrou respeito e carinho pelo Alcides”, emendou.

O próximo jogo do Fluminense é pela primeira rodada da Taça Rio. No sábado, o time enfrenta o Resende, em São Januário. Celso espera pela reação do time na competição. Ele ainda acredita numa recuperação tanto no Campeonato Carioca quanto na Copa Libertadores.

“É verdade que os resultados esperados ainda não vieram. Sofremos apenas duas derrotas na temporada, embora elas tenham sido importantes (contra Botafogo e América, do México). Mas ainda não acabou. Não é qualquer time que perde Fred, Emerson e Deco e continua com o mesmo desempenho”, comentou Celso.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG