Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Patrik aproveita clima bom no Palmeiras e revela apelidos no time

Jovem meia se defendeu das brincadeiras de Valdivia, que o chamou de "barriga de cavalo" via Twitter

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O clima bom na Academia de Futebol do Palmeiras aumenta o espaço para as brincadeiras. E foi justamente isso que deu o tom das entrevistas de Patrik nesta terça-feira. O meia da equipe de Felipão revelou o dicionário de apelidos de seus companheiros e definiu a sua assistência para Kleber na vitória contra o Santos como um “lance de Ganso”.

O jovem jogador explicou que ganhou o apelido de “barriga de cavalo” por causa do seu excesso de peso na volta aos treinos neste ano. A brincadeira foi revelada por Valdivia no Twitter, enquanto o chileno comemorava a vitória palmeirense no clássico de domingo.

“Eles brincaram porque eu voltei um pouco acima do peso. Ficaram brincando comigo. Mas a gente brinca com outras pessoas também. O Kleber é o Zacarias (personagem dos Trapalhões), aquele cabelinho dele lá não dá! E o Cicinho? Que faz musculação para ganhar corpo com 26 anos? Não ganhou com 20, vai ganhar com 26? É o carcacinha”, disse Patrik brincando com o aspecto físico do lateral direito.

Gazeta Press
Clima no Palmeiras é completamente diferente do que era no fim de 2010


Outros apelidos foram revelados pelo jogador. Além de “carcacinha”, Cicinho também ganha o apelido de E.T. Chico, segundo Patrik, é o queixudo, e Lincoln é o pé de algodão, por causa do chute fraco, explica o meia.

O jovem ainda brincou com Felipão e Marcos, duas referências de experiência no Palmeiras, mas preferiu não dar detalhes.

“O Felipão é fácil de dar apelido, mas não pode, né? Aí vocês me quebram. O Marcão também, não tem apelido não”, disse o jogador aos risos.

Brincadeiras à parte, Patrik comemora a sua boa fase e a liderança do campeonato. Sobre o lance que originou no gol de Kleber na vitória do Santos, ele afirma que foi um “lance de Ganso”, mas com o pé do Patrik.

“Deu muito certo o lance. O Kleber ainda brincou que foi sem querer. Mas eu consegui acertar um belo passe, um passe Ganso, mas foi o Patrik, né?”, disse ele pouco depois de elogiar o Felipão. “O Felipão está fazendo um belo trabalho, ele acertou o time”, finalizou.

Leia tudo sobre: palmeiraspatrik

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG