Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Parreira e Maturana falam sobre estrutura para a Copa em Minas

Dupla de técnicos visita CTs e faz palestra a interessados em receber delegações estrangeiras em 2014

iG Belo Horizonte |

As seis cidades do interior de Minas Gerais em condições de serem avaliadas pela Fifa para receber seleções na Copa 2014 terão muito trabalho pela frente. Em seminário organizado pelo Comitê Organizador de Minas, realizado nesta sexta-feira, na cidade de Araxá, os técnicos Carlos Alberto Parreira e Francisco Maturana falaram sobre o que as comissões técnicas avaliam antes de escolher as sedes para treinos e concentração.

“As seleções precisam de um hotel que ofereça segurança, privacidade e conforto. De um campo de treinamento com condições perfeitas, que possua vestiários para mais de 40 pessoas, arquibancada para 500 pessoas, no mínimo, e um espaço reservado para a imprensa. E também de um aeroporto próximo, que tenha condições para a mobilidade dos atletas e da comissão”, disse Parreira.

Veja também: Organização da Copa 2014 indica 145 CTs no país

O treinador brasileiro conquistou a Copa do Mundo com a seleção brasileira, em 1994. Ainda dirigiu a seleção na Copa de 2006, além de ter integrado a comissão técnica em 1970, no México. Também treinou em Copas outras cinco seleções: Arábia Saudita, Kwait, África do Sul e Emirados Árabes.

Já Maturana, treinador mais respeitado de seu país, foi técnico da Colômbia em 1990, na Itália, e em 1994, no Estados Unidos. "A decisão do local de treinamento é totalmente técnica. Portanto, parte do treinador, e não da parte administrativa", disse o colombiano.

Além da própria Araxá, as cidades de Extrema, Matias Barbosa, Juíz de Fora, Uberlândia e Montes Claros estão pré-selecionadas para entrar no livro de indicações da Fifa. O problema é a forte concorrência de Belo Horizonte, sede dos grandes clubes do estado. "São centros de treinamentos do mais alto nível", disse Parreira, citando a Toca da Raposa, do Cruzeiro, e o CT do Atlético-MG.

Veja também: Confira a página da Copa 2014

Embora a Colômbia ainda precise disputar as eliminatórias sul-americanas para 2014, Maturana, que trabalha na federação de seu país, aproveitou a estadia em Minas Gerais para conhecer a estrutura de alguns clubes do estado. Na rápida passagem por Belo Horizonte, visitou o CT Lanna Drumond, do América-MG, e a Toca da Raposa, do Cruzeiro.

O ex-treinador colombiano falou sobre a importância da Copa 2014 para o continente. “Essa Copa trará um status diferenciado para a América do Sul. Todos nós estamos muito entusiasmados e temos a certeza de que será uma das melhores já realizadas. Acreditamos no compromisso dos brasileiros.”

A escolha do local de preparação e treinamento é feita por cada seleção, respeitando uma lista de locais aprovados pela Fifa. Tal lista pode variar entre 64 e 90 cidades.

Na última terça-feira, foi aberta a segunda fase para a inscrição dos CTS (Centro de Treinamento de Seleções). O processo vai continuar em 2012 e somente no primeiro semestre de 2013 a Fifa divulgará o catálogo com as cidades escolhidas.

Leia tudo sobre: Copa 2014ParreiraAmérica-MGAtlético-MGCruzeiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG