Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Parreira cita Copa do Mundo e defende árbitros do Brasileiro

Assim como Campeonato Brasileiro, Mundial também foi marcado por polêmicas na arbitragem

Gazeta Esportiva |

Na reta final do Campeonato Brasileiro, os árbitros dividem o protagonismo com os jogadores a cada rodada. Carlos Alberto Parreira, ex-técnico da seleção sul-africana, citou a Copa do Mundo de 2010, marcada por erros dos juízes, para defender a classe no torneio nacional.

"É uma pressão muito grande em cima dos árbitros. Eles estão errando como sempre erraram, mas esses erros agora estão muito mais expostos, como aconteceu na Copa do Mundo. Houve erros gritantes na Copa do Mundo, tanto é que o uso da tecnologia foi amplamente debatido e continua a ser cogitado pela Fifa", afirmou Parreira.

Dois dos maiores erros do Mundial aconteceram nas oitavas de final. No confronto entre Inglaterra e Alemanha, o uruguaio Jorge Larrionda invalidou um gol legitimo de Frank Lampard. Já no duelo contra o México, o argentino Carlitos Tevez marcou um gol em completo impedimento, validado pelo italiano Roberto Rossetti. 

Nas últimas rodadas, o Campeonato Brasileiro também vem sendo marcado por polêmicas. No confronto entre Corinthians e Cruzeiro, por exemplo, o árbitro Sandro Meira Ricci foi detonado pelos mineiros depois de assinalar pênalti do zagueiro Gil sobre o atacante Ronaldo.

"Os árbitros hoje vivem uma pressão muito grande, uma cobrança enorme. A palavra covardia talvez seja muito forte, mas é quase isso. Mesmo vendo 10 vezes e em câmera lenta, você sempre tem dúvida. Imagina o árbitro, que precisa decidir em uma fração de segundo", defendeu Parreira.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolparreira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG