Defesa menos vazada do segundo turno, Atlético-MG tem de parar Borges para voltar a vencer no Brasileiro

Defesa menos vazada do segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG tem uma missão complicada nesta quinta-feira. No jogo contra o Santos , às 20h30, na Arena do Jacaré, o time mineiro tem de parar o atacante Borges , o artilheiro da competição, com 20 gols. Um bom desempenho neste duelo vai ser animador para o Atlético-MG na luta contra o rebaixamento.

Veja também: Atlético-MG é o 17º no Brasileirão. Veja a classificação atualizada

Depois de sofrer 38 gols em 19 jogos, no primeiro turno do Brasileirão, o time atleticano sofreu apenas sete gols em nove jogos do segundo turno. Para o zagueiro Leonardo Silva , o momento não é de olhar adversário, já que o Atlético-MG precisa vencer seis das dez partidas que restam para não ser rebaixado. Por isso, o capitão atleticano diz que o pensamento é exclusivo na vitória.

Leia também: Cuca repete em treino coletivo o time que empatou o clássico

“Não temos que pensar se vai ser uma equipe que está lá em cima, ou que está embaixo, temos que conseguir a vitória. Então vamos em busca disso, independentemente do adversário. Não tem mais o que pensar, não podemos mais adiar . Temos de conseguir as vitórias, ter aquele algo a mais em campo para a gente conseguir vencer”.

null

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Se nas partidas passadas o companheiro de defesa de Leonardo Silva foi Werley , a tendência é que Réver esteja em campo nesta quinta-feira. O zagueiro estava com a seleção brasileira que venceu o México , nessa terça-feira. No entanto, caso Réver esteja de volta, o Santos pode contar com Neymar , também está no voo fretado pelos clubes brasileiros , para que seus atletas estejam em campo na 29ª rodada.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

No entanto, ao invés de ressaltar as qualidades do jogador santista, que é pretendido pelos principais clubes do mundo, Leonardo Silva fez elogios a Réver e ressaltou a importância da sua presença em campo, contra um time que tem reconhecida força ofensiva . “O Réver é um líder, é um jogador que tem sua identidade, sua característica e que todo mundo respeita. É um jogador importante, respeitado nacionalmente. Se ele estiver em campo, vai nos ajudar bastante”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.