Tamanho do texto

Jogador é o artilheiro, quem mais finaliza e está entre os cinco que mais deram assistências no Campeonato Brasileiro

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854290443&_c_=MiGComponente_C

O Botafogo já sabe quem deverá receber uma marcação especial na partida do próximo domingo, contra o Grêmio, às 17h (horário de Brasília), no estádio Olímpico. As duas equipes brigam por uma vaga no G4 para se classificar para a Copa Libertadores de 2011, caso o Goiás não seja campeão na Copa Sul-Americana. O ponto de desequilíbrio pode ser o atacante Jonas, um dos destaques do Campeonato Brasileiro.

O atacante é o artilheiro da competição, com 22 gols, cinco a mais que Neymar, do Santos. Mas Jonas não preocupa apenas pelo número de gols marcados. Segundo o Footstats, o jogador também é o que mais finalizou no Campeonato Brasileiro. Foram 129 arremates a gol, com 56 certos. Para completar, o jogador é o 5° em assistências. Foram oito passes que geraram gols. O líder no quesito é o argentino Conca, com impressionantes 19 passes para gol.

AE
Jonas destaca-se também por distribuir assistências para os companheiros

Diferença nos estilos
Caso as equipes mantenham as características que usaram durante todo o campeonato, o Botafogo deve tentar explorar os contra-ataques no estádio Olímpico. A equipe carioca é a terceira com menor tempo de posse de bola, apenas 11,54 minutos, segundo dados do Footstats, optando por esperar o adversário no campo de defesa para sair em velocidade. Já o Grêmio aparece na 10ª colocação entre os que mais tiveram posse de bola, com 12,53 minutos.

Outro ponto de atenção para a equipe do técnico Joel Santana é a jogada aérea. O Grêmio é a equipe que mais marcou gols desta forma, 16, empatado com o Cruzeiro. O atacante André Lima é o mais perigoso neste tipo de jogada. Dos 10 gols que o jogador marcou, cinco foram de cabeça.

E quando buscar o ataque, o Botafogo deve tentar vencer o goleiro Victor de bem perto. Dos 20 gols sofridos pelo Grêmio no estádio Olímpico, oito foram chutes de dentro da área, contra três de longe. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.