Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Paraná vence o Iraty e fica vivo na luta contra o rebaixamento

Com o resultado, o Paraná continua na zona de rebaixamento, mas deixa pelo menos quatro times na briga

Gazeta |

O Paraná Clube manteve-se vivo na luta contra o fantasma do rebaixamento do Campeonato Paranaense 2011 ao bater o Iraty, por um magro, mas providencial, 1 a 0, diante do Iraty, na Vila Capanema. Com o resultado, o Paraná continua na zona de rebaixamento, mas deixa pelo menos quatro times na briga.

Depois de perder um caminhão de oportunidades incríveis, a equipe paranista chegou ao gol salvador na segunda etapa. Após jogada de Douglas Packer e Léo, a bola sobrou na área para Diego, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Na próxima rodada, a penúltima, o Paraná Clube enfrenta o Arapongas, sábado, em mais uma decisão. Já o Iraty recebe no domingo, no Estádio Emílio Gomes, em Irati, o Operário de Ponta Grossa.


O jogo
A partida começou muito movimentada com os time abertos, buscando o gol. A primeira grande chance foi do Tricolor, aos três minutos, com Léo, que recebeu com liberdade, passou pelo goleiro e inacreditavelmente chutou na rede pelo lado de fora. Na resposta, Wendell arriscou de fora da área e a bola passou com perigo. Defendi tabelou com Castán e chutou rasteiro, ganhou escanteio após desvio, aos seis minutos.

O Azulão teve seu grande momento aos 10 minutos, após jogada de Arthur, que cruzou na cabeça e Eydison, que obrigou Thiago Rodrigues a fazer milagre. O ritmo não diminuía, mas o gol não aparecia na Vila. Aos 17 minutos, Diego invadiu a área, bateu cruzado e o goleiro Renato tocou pela linha de fundo. Aos 25 minutos, Renato subiu na área e, de cabeça, tocou para fora.

O Paraná tomou conta da partida e começou a pressionar. Aos 30 minutos, Lima cobrou falta, a bola passou por todo mundo e Renato deu um tapa para salvar. Depois da cobrança de escanteio, Castán desviou, a bola acertou o travessão, bateu em cima da linha e não entrou. Era incrível o que acontecei com o Tricolor. Aos 34 minutos, Diego entrou na área, levantou a cabeça, cruzou rasteiro e ninguém desviou. Nos acréscimos. Léo recebeu de Packer e bateu em cima do goleiro.

Na segunda etapa, pressão total do Tricolor da vila. Aos três minutos, Lima cruzou e Wendell quase fez contra. Um minuto depois, nova bola na área, Léo arrematou e carimbou a trave. A equipe paranista parecia mais calma, mas a bola não entrava. O Azulão aparecia apenas pontualmente no ataque, como aos 11 minutos, em jogada de Bruno, que bateu para defesa de Thiago Rodrigues.

A torcida nas arquibancadas não acreditava no que acontecia em campo. Aos 17 minutos, Léo bateu e fora da área e Renato desviou. Na jogada seguinte, Renato cortou parcialmente o cruzamento e Douglas Packer, de frente para o gol, conseguiu chutar por cima da meta. O Iraty respondeu com Thiago, que bateu cruzado, aos 24 minutos, e viu a bola passar por todo mundo.

Quando parecia que a partida se encaminhava para um empate sem gols, aos 29 minutos Léo e Packer fizeram a jogada e, depois do cruzamento rasteiro, Diego apareceu para empurrar para o fundo das redes. Após o gol marcado, o técnico Ricardo Pinto fechou o time. Com uma agressão, Thiago foi expulso, diminuindo as chances de reação do Azulão. Aos 44 minutos, a bola sobrevoou a areia paranista e Castán afastou, garantindo a vitória.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 x 0 IRATY

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 17 de abril de 2011, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Carlos Braatz
Cartões amarelos: Packer, Diego, Vinícius, Lima e Serginho (Paraná); Renê, Bruno, Neto e Mauro (Iraty)
Cartão vermelho: Thiago (Iraty)
Gols: PARANÁ: Diego, aos 29 minutos do segundo tempo

PARANÁ: Thiago Rodrigues, Paulo Henrique, Luciano Castán, Rodrigo Defendi e Lima; Serginho, Luiz Camargo e Douglas Packer (Luizinho); Diego (Javier Mendez), Léo e Renato (Vinícius). Técnico: Ricardo Pinto

IRATY: Renato; Thiago, Renê, Silvio (Arnaldo) e Wendell; Mauro, Bruno, Gilson (Jaime) e Neto; Eydison e Arthur. Técnico: Enéas Camargo
 

Leia tudo sobre: paranácampeonato paranaense 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG