Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Paraná perde para o Rio Branco e afunda na lanterna do Paranaense

Assim como na estreia do Campeonato Paranaense, o Paraná foi derrotado e agora amarga a última colocação

Gazeta |

O calvário do Paraná Clube parece não ter fim e, depois de uma temporada desastrosa em 2010, a situação parece não ter melhorado muito. O time foi a Paranaguá enfrentar o Rio Branco e, assim como na estreia no Campeonato Paranaense, saiu de campo derrotado, desta vez por 2 a 0. Com o resultado, a equipe paranista amarga a lanterna da competição.

Depois de um início equilibrado de partida, o Rio Branco abriu o placar com Negreiros, aos 25 minutos, aproveitando falha da zaga para arrematar. Após o intervalo, muita disputa, mas o Paraná não conseguiu descontar, mesmo com um jogador a mais. Aos 27 minutos, Edu Salles, de pênalti, fechou a contagem.

Na próxima rodada, o Rio Branco enfrenta o Cascavel, domingo, no Estádio Olímpico Regional. Já o Paraná Clube tem o primeiro clássico da temporada, diante do Coritiba, no mesmo dia, na Vila Capanema.


O jogo
O Paraná começou com apetite e, logo no primeiro minutos, Tito arrematou em cm do goleiro Alexandre. No rebote, Henrique pegou de primeira e acertou a defesa. A resposta veio com Ratinho, aos cinco minutos, com uma bomba de fora da área que passou raspando a trave. Mais Leão da Estradinha no ataque, com Bruno Flores arriscando e ganhando escanteio após desvio no meio do caminho.

O time da casa equilibrou as ações e já chegava com mais perigo do que o Tricolor. Aos 14 minutos, mais uma tentativa de Ratinho que bateu em Rafael Vaz antes de sair. Taianan teve uma boa chance de abrir o placar, aos 18 minutos, com uma bela cobrança de falta que Alexandre espalmou. Oportunidade ainda melhor teve Chimba que, aos 23 minutos, chutando em cima da defesa.

O Rio Branco voltou ao ataque e chegou ao gol aos 25 minutos, com Negreiros, que recebeu cruzamento, aproveitando falha de Onildo, e bateu no ângulo para balançar as redes. O gol aumentou ainda mais o nervosismo do Paraná, que passou a errar muitos passes. Aos 36 minutos, Henrique abriu espaço e chutou forte, pela linha de fundo. Aos 44 minutos, Leandro quase ampliou, mas a defesa paranista se recuperou bem.

Na segunda etapa, assim como no começo do jogo, o Tricolor começou pressionando. No primeiro ataque, Chimba tentou o voleio e errou o alvo. Aos cinco minutos, lance perigoso para ao Leão, com Ratinho cobrando falta no ângulo e Luís Carlos salvando. Aos oito minutos que arriscou foi Bruno Flores, pela linha de fundo.

Os dois treinadores começaram a queimar as substituições tentando definir o resultado na reta final da partida. Aos 17 minutos, Rafael Vaz fez pose para cobrar falta, mas chutou para longe da meta. Aos 23 minutos, Willian, que havia entrado pouco tempo antes, recebeu cartão vermelho e foi mais cedo para o chuveiro. Porém, aos 26 minutos, Edu Salles foi derrubado na área e o árbitro anotou o pênalti. Na cobrança, o próprio jogador bancou as redes.

No desespero, e talvez um pouco tarde, o técnico Roberto Cavalo tirou um jogador de defesa para a entrada do atacante Douglas. Logo em seu primeiro lance o jogador arriscou o chute, fácil para Alexandre. Aos 39 minutos, Taianan cobrou falta e o goleiro segurou no meio do gol. A noite não era mesmo do Tricolor, que criou sua maior chance aos 43 minutos, com Neverton que, na pequena área, conseguiu acertar o travessão.

Um pouco mais cedo - O Cascavel tentava se recuperar da derrota diante do Paranavaí, na primeira rodada, mas caiu em casa, no Estádio Olímpico Arnaldo Busatto, diante do Operário de Ponta grossa, por 1 a 0. O gol do Fantasma, que venceu sua primeira na competição, foi marcado aos oito minutos da primeira etapa, por Cambará.

Leia tudo sobre: paranácampeonato paranaense 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG