Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Paraná derrota o vice-líder Náutico e ainda sonha

Em Curitiba, time da casa vence e recobra confiança. Já pernambucanos podem deixar o segundo lugar

Gazeta |

Mostrando um grande futebol, em sua melhor atuação no segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, o Paraná Clube quebrou o jejum de vitórias ao passar pelo Náutico, por 2 a 0, na Vila Capanema. O resultado faz o Tricolor voltar a sonhar com retorno ao G-4, com 35 pontos ganhos. O Timbu, com 44 pontos, dá chance para os adversários abrirem vantagem ao final da rodada.

Veja também: A classificação atualizada da Série B

Estreando com pé quente, Itaqui, aos sete minutos do primeiro tempo, mandou uma bomba de fora da área e contou com ajuda do gramado e do goleiro Gideão para abrir o placar. No segundo tempo, aos 12 minutos, Dinélson aproveitou rebote do goleiro e, com oportunismo, empurrou para o fundo das redes.

Na próxima rodada, o Paraná Clube volta a campo na terça-feira, quando encara o Icasa, no Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. Já o Náutico recebe no mesmo dia o ABC-RN, no Estádio dos Aflitos, em Recife.
 

O jogo

AE
Lance do jogo entre Paraná e Náutico
O Paraná começou pressionando e, logo no primeiro minuto, Hernane arriscou o chute colocado e Gideão fez boa defesa. Aos cinco minutos, Dinélson cobrou falta na área, Henrique chegou um pouco atrasado e não empurrou para o gol. A pressão era grande e, aos sete minutos, o estreante Itaqui, em seu primeiro lance com a camisa paranista, arriscou o chute de longe e contou com a ajuda do gramado escorregadio para balançar as redes.

O time da casa tinha maior posse de bola e toda a ação ofensiva da partida. Aos 12 minutos, Douglas Packer chutou de longe e Gideão desta vez conseguiu realizar a defesa. Aos 15 minutos, Henrique até fez o gol, mas o árbitro anulou o lance marcando impedimento duvidoso. Dinélson, mostrando muita vontade, tentou fazer fila na defesa pernambucana e foi desarmado na última finta.

Aos 26 minutos, Marquinho cobrou falta com categoria e Gideão espalmou para salvar. O Timbu tocava a bola para tentar diminuir o ímpeto paranista, mas não passava disso. Aos 33 minutos, Dinélson recebeu na entrada da área e isolou. Hernane apareceu com liberdade, aos 40, e a arbitragem mais uma vez parou o lance.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem mudanças. O Paraná demonstrava, inclusive, a mesma disposição da etapa inicial. Aos dois minutos, Marquinho invadiu a área, tirou um defensor e chutou para grande defesa de Gideão. Aos oito minutos, mais uma chegada de Hernane, que girou sobre a marcação e arriscou por cima da meta. Até que, aos 11 minutos, Dinélson marcou seu primeiro gol após seu retorno para a Vila. O meia mostrou oportunismo, aproveitando sobra de bola na área e empurrou para as redes.

A equipe paranista dominava a partida, não era ameaçada e administrava bem a posse de bola, embora o ritmo de jogo tenha caído drasticamente. O sutos veio em um lance que tem se tornado uma constate no futebol. Brinner se chocou no ar com Luís Carlos e caiu no gramado aparentemente desacordado, aos 27 minutos, porém, rapidamente se restabeleceu e voltou para o jogo.

A partida ficou tão morna que nenhuma equipe arriscava mais nada, já que o Paraná estava satisfeito e o Náutico não tinha forças para reagir. Em uma rara tentativa, Alexandro chutou em cima da zaga, aos 32 minutos, e ganhou escanteio. Levantamento de bola na área do Tricolor e o atacante do Timbu fez falta em Luís Carlos. Aos 40 minutos, Marquinho chutou cruzado e Giancarlo não alcançou.

Os pernambucanos tiveram boa chance em cobrança de falta, na entrada área, aos 45 minutos, mas Eli Carlos carimbou a barreira e encerrou a reação dos visitantes.

 

FICHA TÉCNICA
PARANÁ CLUBE 2 X 0 NÁUTICO

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 23 de setembro de 2011, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Jose de Caldas Souza
Assistentes: Cesar Augusto de Oliveira Vaz e Jose R. do Nascimento Junior
Cartões amarelos: Flávio, Gleidson, Jefferson Maranhão, Giancarlo e Itaqui (Paraná); Airton, Éverton, Diego Bispo e Ronaldo Alves (Náutico)

Gols: PARANÁ: Itaqui, aos 07 minutos do primeiro tempo e Dinélson, aos 11 minutos do segundo tempo

PARANÁ: Luís Carlos; Marquinho, Flávio, Brinner e Gleidson (Serginho); Maycon Freitas, Itaqui, Douglas Packer, Dinelson (Jefferson Maranhão) e Henrique; Hernane (Giancarlo)
Técnico: Guilherme Macuglia

NÁUTICO: Gideão; Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Airton (Diego Bispo); Everton, Derley, Elicarlos e Eduardo Ramos (Joelson); Rogério (Alexandro) e Kieza
Técnico: Waldemar Lemos

Leia tudo sobre: ParanáNáuticoSérie B 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG