Após reclamar de salários atrasados, técnico é pressionado pela diretoria e perde homem de confiança

Rebaixado no Campeonato Estadual, o Paraná Clube segue sob clima tenso, mesmo após somar quatro pontos nas duas primeiras rodadas da Série B.

Nesta sexta-feira, a diretoria paranista demitiu o auxiliar-técnico Luiz Juresco, homem de confiança do treinador Ricardo Pinto na comissão técnica. O próprio técnico, aliás, também está ameaçado e vai precisar de bons resultados nas próximas rodadas para manter o emprego.

A demissão de Juresco ocorre dias após o empate por 1 a 1 com a Portuguesa , na última terça-feira, na Vila Capanema. O resultado decepcionou torcida e diretoria, que criticaram as decisões tomadas por Ricardo Pinto ao longo do duelo.

Incomodado com o fato, o treinador deixou claro publicamente que está com salários atrasados , assim como demais integrantes da comissão técnica e funcionários do clube. A atitude de Ricardo Pinto irritou ainda mais a diretoria paranista.

Segundo os dirigentes, o atraso no pagamento à comissão técnico se deve a problemas com o dinheiro pago por um dos patrocinadores do clube. A empresa não conseguiu fazer os depósitos porque as contas do Paraná estariam bloqueadas judicialmente.

Os dirigentes afirmam que o problema já foi resolvido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.