Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Paraná Clube pode adotar "lei da mordaça" em 2011

Julgando-se excessivamente criticada pela imprensa, diretoria ameaça impedir acesso à Vila Capanema

Altair Santos, iG Curitiba |

Os sucessivos atrasos salariais ocorridos no Paraná Clube em 2010 o levaram a uma saraivada de críticas na mídia. Pensando em retaliação, o clube estuda adotar a “lei da mordaça” em 2011. Pelo menos foi o que revelou o assessor da presidência Paulo César Silva, em um evento que comemorou o aniversário de 21 anos do Paraná. “Neste ano a imprensa falou mal de nós, e agora não daremos mais as informações. Quem falar mal do clube não entra mais na Vila. Já fizemos isso com empresários e também será assim com eles (a imprensa)”, disse.

As afirmações foram postadas em um site de torcedores, o Paranautas, e nenhum outro membro da diretoria veio a público para minimizar a declaração do assessor. Paulo César Silva também assegurou que o Paraná adotará linha dura com os empresários de jogadores. “Queremos empresários sérios e eles podem até ganhar dinheiro, porém a maior parte tem que ficar no clube. Isso não estava acontecendo”, comentou.

Segundo o dirigente, não é apenas a imprensa e os empresários que correm o risco de ser enquadrados. Paulo César Silva disse que o Paraná terá uma postura diferente também com os atletas contratados. “A partir de janeiro, o jogador que vestir a camisa azul, vermelha e branca tem que saber o hino do clube. Quem não souber, terá problemas”, completou.

Leia tudo sobre: ParanáFutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG