Tamanho do texto

Dezoito meses após levar um tiro na cabeça, atacante disputa 20 minutos de amistoso no Estádio Azteca

O atacante paraguaio Salvador Cabañas voltou a disputar uma partida de futebol nesta quarta-feira. Há 18 meses, o jogador a um tiro na cabeça ao ser vítima de um ataque em uma casa noturna da Cidade do México.

Nome importante do América-MEX e da seleção paraguaia, Cabañas disputou alguns minutos do amistoso entre tal equipe e a seleção de seu país, disputado no Estádio Azteza, na capital mexicana.

Apesar da gravidade do incidente, ocorrido em janeiro de 2010, o paraguaio se recuperou, mas foi forçado a abandonar as chuteiras por causa das sequelas. A bala ainda está alojada em sua cabeça.

Cabañas participou ao todo de 20 minutos do amistoso, nove com o América e os outros 11 minutos pelo Paraguai e saiu de campo sob aplausos do público. Para agradecer o carinho fez ainda, uma meia volta olímpica.

Durante os 20 minutos, o paraguaio Jogou bem, recebeu bolas, teve entendimento com os companheiros e o instinto de goleador.

O América colocou uma faixa gigante no meio-campo dedicada ao goleador com a inscrição: "Grandeza é não deixar-se vencer por nada", da qual ele recebeu uma réplica. Os paraguaios deram a ele uma camiseta da seleção assinada por todos os atletas. Os jogadores das duas equipes vestiram camisetas com uma fotografia de Cabañas.

Cabañas em ação com a camisa da seleção paraguaia
AP
Cabañas em ação com a camisa da seleção paraguaia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.