Corinthians teve mais de 60% da posse de bola e virou o jogo em 45 minutos

O técnico Tite avaliou como justa a vitória corintiana por 2 a 1 contra o Vasco nesta quarta-feira no Pacaembu. E a para o treinador, a vitória  do Corinthians se explica pela intensidade que sua equipe colocou no jogo, mesmo depois de sofrer o baque do gol de Juninho Pernambucano logo no início do jogo.

Paulinho marcou o gol que decretou a virada do Corinthians
AE
Paulinho marcou o gol que decretou a virada do Corinthians

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

“O Corinthians compete muito e ele atingiu um nível que não deixa a bola cair. Ele bota volume, ele agride, passa Fábio Santos, tem o Paulinho toda hora chegando, ele agride também. O time não fica só com a bunda lá atrás, é agudo também”, disse Tite, citando a recuperação do Corinthians após o gol vascaíno.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

O volante Paulinho disse que o time é “guerreiro”. E Tite concordou. “No aspecto tático é guerreiro. A equipe é solidária e sabe que tem que pagar um preço para vencer. São intensos, marcam muito, e sabem que se não fizer, a coisa destoa, se não tem essa consciência eu cobro. Esse preço tem que pagar, tem que ter doação”, completou.

O Corinthians chegou a 19 pontos no campeonato em sete jogos, um a menos que os rivais. O técnico comemora a marca, a liderança, mas para o técnico ainda é cedo para comemorar alguma coisa. “Vamos estar sempre ambicionando em chegar no pelotão lá na frente. Hoje essa marca significa pouca coisa para a história do Corinthians, mas na busca pelo título é importante”, comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.